“Pegamos uma menina pra criar”

experiências de lesboparentalidade e militância feminista lésbica no nordeste do Brasil

  • Claudia Regina Nichnig UFGD/Professora Visitante

Resumo

Este artigo trata das narrativas sobre as experiências de uma mulher negra, militante feminista e lésbica, que atua em um coletivo de mulheres lésbica em uma capital do nordeste brasileiro. Escrevo inspirada em leituras de feministas negras, como bell hooks (2019), Grada Kilomba (2019), Sueli Carneiro (2016), Angela Figueiredo(2020) e Ana Maria Veiga(2020). Três temáticas norteiam a escrita a partir das narrativas desta mulher que se reconhece como lésbica na juventude e militante feminista na fase adulta: conjugalidade lésbica, lesboparentalidade e militância feminista.

PALAVRAS-CHAVE: Lesboparentalidade. Família Lésbica. Feminismos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-09-13
Seção
Artigos