Mulher-cuidadora

reflexões sobre o instituto da curatela a partir das relações de gênero

  • Rossana Maria Marinho UFPI
  • Camila Cavalcante de Menezes Amorim Melo justiça Federal em Alagoas
  • Marcos Henrique Souza da Silva

Resumo

O presente artigo expõe uma análise do instituto da curatela sob a ótica das teorias de gênero, tendo como objetivo principal verificar o quanto os valores culturais incidem nos papéis socialmente estipulados à mulher, no que diz respeito ao cuidado com os entes da família e, desse modo, observar as implicações no âmbito das relações jurídicas.

PALAVRAS-CHAVE: Curatela. Relações de Gênero. Práticas Generificadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rossana Maria Marinho, UFPI

Profa. Adjunta do curso de Ciências Sociais da UFPI e membro do   quadro efetivo do Programa de Pós-Graduação em Sociologia PPGS da UFPI.

Camila Cavalcante de Menezes Amorim Melo, justiça Federal em Alagoas

Graduanda em Direito pela Faculdade SEUNE. Conciliadora na justiça Federal em Alagoas.

Marcos Henrique Souza da Silva

Graduando em Direito pela Faculdade SEUNE. Estagiário do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas.

Publicado
2020-02-29
Seção
Artigos