Homem ideal em revista no Jornal das Moças (anos 1950)

  • Lucas Santos Rosa
  • Maria Cecilia Barreto Amorim Pilla

Resumo

Cada período constrói estereótipos e seus próprios meios e regramentos que podem ser veiculados de diversas formas, os periódicos podem ser importantes maneiras de divulgar esses padrões, incutir ensinamentos, moldar categorias. Dessa forma é que o presente artigo pretende conhecer modelos que corresponderiam ao desejado “homem ideal”, o tão almejado “bom para casar”, que garantiria uma vida familiar segura e digna. Para tanto, constituem fontes dessa pesquisa a revista Jornal das Moças ao longo dos anos 1950, um periódico quinzenal que dirigido às mulheres das classes médias das cidades brasileiras aconselharam suas leitoras a buscarem idealizações de si mesmas e que em sua íntima procura e responsabilidade seriam capazes de encontrar seus pares que revelariam qualidades a elas complementares correspondentes ao companheiro “ideal”.

PALAVRAS-CHAVE: “homem ideal”; “marido ideal”, estereótipo do masculino.

 

ABSTRACT

Each period builds stereotypes and its own means and regulations that can be conveyed in different ways, journals can be important ways to disseminate these standards, instill teachings, shape categories. In this way, the present article intends to know models that would correspond to the desired "ideal man", the longed for "good to marry", that would guarantee a safe and dignified family life. Therefore, the sources of this research is the “Jornal das Moças” during the 1950s, a biweekly magazine aimed at middle-class women in Brazilian cities that advised their readers to seek idealizations of themselves and that in their intimate search and responsibility they would be able to find their peers who would reveal complementary qualities corresponding to their "ideal" companion.

KEYWORDS: “ideal man”, “ideal husband”, male stereotype

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Santos Rosa

Licenciado em História - PUCPR e Mestre em Direitos Humanos e Políticas Públicas. Programa de Pós-graduação em Direitos Humanos e Políticas Públicas - PUCPR, Brasil.

Maria Cecilia Barreto Amorim Pilla

Mestre e Doutora em História pela Universidade Federal do Paraná. Professoa e Coordenadora do . Programa de Pós-graduação em Direitos Humanos e Políticas Públicas - PUCPR, Brasil.

Publicado
2019-09-19
Seção
DOSSIÊ: Revistas femininas em debate (Brasil e Portugal no século XX)