Mulheres: retratos da profissão docente através da literatura brasileira

  • Alessandra Cristina Furtado UniversidadeFederal da Grande Dourados/UFGD

Resumo

Este artigo analisa algumas representações daprofessora na literatura brasileira. Para tanto, abordamosalguns aspectos da história da profissão docente e a entra-da da mulher no mundo público, no qual ela é alvo de re-presentações. Um desses locais foi a escola, refletido nasprofessoras em três obras literárias, da década de 1930, OQuinze, de Raquel de Queiroz (1930), São Bernardo, deGraciliano Ramos (1934) e Mar Morto, de Jorge Amado(1936). Depois de uma reconstituição da estruturação dasEscolas Normais observamos como foi construída a figurada professora nesses lugares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Cristina Furtado, UniversidadeFederal da Grande Dourados/UFGD
Profa. Adjunta da UniversidadeFederal da Grande Dourados/UFGD.
Seção
Dossiê: Gênero, educação e literatura.