Relações de gênero: vida pública e privada de professoras universitárias

  • Maria Cecília Luiz Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Resumo

Este artigo pretende relatar a vida pública (pro-fissional) e privada (doméstica) de dez docentes da UNESP(Universidade Estadual Paulista), no Brasil, que na épocaexerciam cargos administrativos, e identificar as relaçõesde gênero por meio de suas vozes, nas últimas décadas doséculo XX. Foi desenvolvida uma investigação utilizando-se da fonte oral como metodologia. Ao averiguar as rela-ções de gênero e poder na universidade, percebemos queexistiram várias formas de discriminação e preconceito notrabalho profissional. As professoras, por participarem dedois espaços sociais dicotômicos (privado e público), senti-am-se culpadas de não acompanhar todos os momentosda vida de seus filhos e família. Penetrar na esfera públicafoi um anseio vedado às mulheres, e no relato das partici-pantes fica evidente que foram mulheres pioneiras, bemsucedidas profissionalmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cecília Luiz, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar
Professora Adjunta do Departamento de Educação da UFSCar - área Gestão escolar e gênero
Publicado
2010-01-08
Seção
Dossiê: Gênero, educação e literatura.