INTERMITÊNCIAS DE GÊNERO: a oralidade e o gênero da memória

  • Andréa Bandeira

Resumo

Resumo

Historiadores compreendem sua narrativa como uma construção discursiva resultante de uma consciência histórica. Com essa premissa, buscou-se trilhar as memórias individual, coletiva, social e histórica em sua constituição, a partir de estudos da memória e da história como consciência de si e narrativa social. Observou-se como a narrativa da memória tem sua memória de narrativas, significando que são múltiplas as partes e os aportes que compõem o ser e a memória de si, e, por isso, a memória que se conta tem muitas faces e jeitos. Ao se salientar como o contexto interfere na invenção de um espaço no tempo da história, notar como isso é percebido ao se materializar e "historicizar" a subordinação das mulheres, ou seja, como as identidades são construções históricas e como a história é responsável pela reprodução dessa "economia sexual" que se institui para a reprodução da interiorização da inferioridade do feminino, percebidas nas inconsistências que partem do fato à narrativa do fato, pela sua tecitura.

Palavras-chave: Gênero. Memória. História. Feminino.

INTERMISSION GENDER: orality and gender memory

Abstract

Historians understand his narrative as a result discursive construction of a historical consciousness. With this premise, we sought to tread the individual memories, collective, social and historical in its constitution, from studies of memory and history as self-awareness and social narrative. It was observed as the memory narrative has its memory narratives, meaning they are multiple parties and the contributions that make up the being and the memory itself, and therefore the memory that account has many faces and ways. To be noted as the context interferes with the invention of a space in the history of time, notice how it is perceived to materialize and "historicizing" the subordination of women, that is, how identities are historical buildings and the story is responsible for reproduction of "sexual economy" that is established for the reproduction of internalization of female inferiority, perceived inconsistencies in departing from the fact the narrative of fact, by their weaving.

Keywords: Gender. Memory. History. Female.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-10-03
Seção
DOSSIÊ