GENERO E HISTORIOGRAFIA: os fios da Memória Feminina nos Labirintos da História

  • Losandro Antonio Tedeschi

Resumo

Resumo

Não há futuro para a história das mulheres sem um permanente exercício arqueológico da memória, porque sem ela não se pode construir nem resguardar a identidade. Até porque a memória é matéria prima da história, e a própria realidade é marcada por elaborações, interpretações que os sujeitos fazem dela, marcadamente subjetivas, ao longo do tempo. Trabalhar com estudos de gênero, e consequentemente a produção intelectual feminina sobre a historiografia, exige que nós a entendamos como uma bem arquitetada invenção - política, social, cultural. As mulheres, e também os homens, são simplesmente um efeito de práticas discursivas e não discursivas. Portanto, reconhecer os discursos e as práticas que nomearam as mulheres, o lugar social, as tarefas, as atribuições, e também a subjetividade feminina é uma tarefa primeira que necessita ser teorizada no âmbito da história.

Palavras-chave: Gênero. Memória. Historiografia. Abstract

There is no future for women's history without a permanent archaeological exercise of memory, because without it you cannot build or protect the identity. Partly because the memory is raw material of history and reality itself is marked by contracts, interpretations that the subjects make it markedly subjective, over time. Working with gender studies, and consequently the female intellectual production on the historiography requires us to understand it as a well architected invention - political, social, cultural. Women, and also men, are simply an effect of discursive and non-discursive practices. Therefore recognize the discourses and practices that have appointed women, social place, tasks, assignments, and also the first female subjectivity is a task that needs to be theorized as part of the story.

Keywords : Gender. Memory. Historiography.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-29
Seção
DOSSIÊ