ABORDAGENS ORGANIZACIONAIS NA ÁREA DA ADMINISTRAÇÃO: fetichismo de gênero?

  • Rafaela Cyrino

Resumo

Resumo

Este artigo busca investigar a maneira como o vocábulo gênero tem sido apropriado pela disciplina de administração, tendo como parâmetro de análise uma crítica feminista comprometida com os procedimentos de desconstrução da maneira como a ideia da diferença sexual é concebida. O corpus discursivo submetido à análise envolveu a seleção de artigos acadêmicos na área de administração os quais discutem as relações de gênero do ponto de vista organizacional, publicados entre os anos de 2009 a 2013. Os resultados apontam para um uso acrítico, onde o vocábulo "gênero" aparece como uma etiqueta com caráter de fetiche, a veicular perspectivas homogeneizantes, deterministas e conservadoras a respeito dos sexos.

Palavras-chaves: Gênero. Administração. Fetichismo.

Abstract

This paper investigates how the word gender has been appropriated by the business management area, with the analysis parameter a feminist critique committed to the deconstruction procedures of how the idea of sexual difference is conceived. The discursive corpus under analysis involved the selection of academic articles in the business management area which discuss gender relations from an organizational point of view, published between the years 2009 to 2013. The results point to an uncritical use, where the word "gender "appears as a label with fetish character, serving homogenizing, deterministic and conservative views of the sexes.

Keywords: Gender. Business Management. Fetishism. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-29
Seção
DOSSIÊ