MULHER E TRABALHO NO MEIO RURAL: COMO ALCANÇAR O EMPODERAMENTO?

  • érika oliveira amorim UEMG (Universidade do Estado de Minas Gerais)
  • Ana Louise de Carvalho Fiúza Universidade Federal de Viçosa
  • Neide Maria de Almeida Pinto Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Este artigo analisa a divisão sexual do trabalho com enfoque no trabalho feminino rural e a possibilidade de empoderamento de mulheres por meio de atividade remunerada. De maneira comparativa foram investigados dois grupos de mulheres: um grupo composto por sindicalizadas rurais e outro por mulheres não sindicalizadas. A pesquisa foi realizada em cinco municípios localizados na Mesorregião da Zona da Mata do Estado de Minas Gerais. Identificou-se que o legado patriarcal ainda persiste no meio rural brasileiro tomando-se como base as informações desta pesquisa que constatou que a trabalhadora rural ainda considera sua força de trabalho mera ajuda a contribuir para a renda familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

érika oliveira amorim, UEMG (Universidade do Estado de Minas Gerais)
Mestre em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Professora do Departamento de História da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), unidade Carangola.
Ana Louise de Carvalho Fiúza, Universidade Federal de Viçosa
Doutora em Ciências Sociais e Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Professora do Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural da Universidade Federal de Viçosa, Coordenadora do Grupo de Grupo de Pesquisa GERAR (Grupo de Estudos Rurais, Agriculturas e Ruralidades)
Neide Maria de Almeida Pinto, Universidade Federal de Viçosa
Doutora em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com período sanduíche no Institute d
Publicado
2015-09-30
Seção
DOSSIÊ