Entre o legal e o necessário: tempo de processamento do crime de estupro no Sistema de Justiça Criminal - Aracaju- Brasil.

  • Patricia Rosalba Costa Universidade Federal de Santa Catarina
  • Miriam Pillar Grossi Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maria Helena Cruz Universidade Federal de Sergipe

Resumo

O presente artigo faz uma abordagem sobre o tempo necessário aos Operadores do Direito para a resolução do crime de estupro no Sistema de Justiça Criminal de Sergipe. Para tanto procedeu à investigação de processos criminais registrados na década de 80 do século XX. Palavras-chave: Estupro, violência sexual, cidadania, Sistema de Justiça Criminal

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patricia Rosalba Costa, Universidade Federal de Santa Catarina
Aluna do Programa de Doutorado Interdisciplinar da Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC, sob a orientação da Professora Doutora Miriam Pillar Grossi. Possui Mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Sergipe e atua na área de violência e gênero. Possui publicações em revistas e em 2008 publicou o livro: Entre o Fato e a Lei: Representação, Justiça e Gênero no Crime de Estupro.
Miriam Pillar Grossi, Universidade Federal de Santa Catarina
Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1981), mestrado em Anthropologie Sociale Et Culturelle - Universite de Paris V (Rene Descartes) (1983), doutorado em Anthropologie Sociale Et Culturelle - Universite de Paris V (Rene Descartes) (1988) e pós-doutorado no Laboratoire d´Anthropologie Sociale do Collège de France (1996/1998).
Maria Helena Cruz, Universidade Federal de Sergipe
Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal de Sergipe (1973), mestra (1979) e doutora (1999) em Educação pela Universidade Federal da Bahia;
Publicado
2010-08-19
Seção
Dossiê: Gênero e Violência