O ROMANCE USINA DE JOSÉ LINS DO RÊGO E AS REPRESENTAÇÕES DO HOMOSSEXUALISMO E DA PROSTITUIÇÃO NA REGIÃO NORDESTE

  • Giuseppe Roncalli Ponce Leon de Oliveira UVA/UNAVIDA

Resumo

Resumo: O romance Usina (1936) de José Lins do Rêgo pôde nos revelar aspectos importantes das identidades de gênero, "masculinas" e "femininas" através de duas representações fantasmagóricas que assolaram a sociedade patriarcal: a identidade do "homossexual" e da "prostituta". A primeira dessas identidades cria na figura do personagem Ricardo um "outro" distinto do homem ideal de sua região: o nordestino, tipo étnico-vigoroso, "macho por excelência". A segunda propõe discutir as representações da prostituta como contraponto à definição dos códigos de conduta da mulher num momento intenso de crescimento urbano-industrial no país e na região. Palavras chaves: gênero, identidade, homossexual (ismo), prostituta, Nordeste, Usina, José Lins do Rêgo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giuseppe Roncalli Ponce Leon de Oliveira, UVA/UNAVIDA
Licenciado em História pela Universidade Federal de Campina Grande; Mestre em Ciências Sociais pelo Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Campina Grande. Tem experiência nas áreas de História, Sociologia, Antropologia e Educação.
Publicado
2014-09-22
Seção
DOSSIÊ