Vantagem em iniciar a partida no xadrez clássico para jogadores de elite

  • Danilo Machado Pires Universidade Federal de Alfenas
  • Júlio Sílvio de Sousa Bueno Filho Universidade Federal de Lavras

Resumo

O objetivo deste trabalho é verificar a vantagem de jogar de brancas para jogadores de alto nível em partidas clássicas de xadrez, uma vez que o jogador que está com as peças brancas é aquele que irá fazer o primeiro movimento na partida. A Federação Internacional de Xadrez (FIDE) adota o sistema ELO de ratings para avaliar o desempenho passado. Estes valores têm sido usados por enxadristas e organizadores para prever resultados. Muitas sugestões de modificações têm sido feitas a este sistema. Em especial, têm ganhado destaque modelos com inclusão de parâmetros para modelar a vantagem do lance inicial. Utilizou-se aqui estimativas de máxima verossimilhança e testes de razão de verossimilhanças em duas modificações do modelo de Bradley e Terry (1952) com empates que incluem um parâmetro para a vantagem das peças brancas. Os dados referem-se a resultados de partidas e rating ELO de 24 jogadores da elite do xadrez mundial. As partidas foram jogadas em torneios da modalidade clássica ocorridos entre 2008 e 2012. Os resultados reforçam indícios de que, para jogadores de elite nessa modalidade, a vantagem de jogar com as brancas é relevante. Os modelos testados podem ser recomendado para o estabelecimento de sistemas para a estimação conjunta de ratings e vantagem de jogar com as peças brancas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-05-31