Recusas e deslocamentos subjetivos de duas professoras de inglês em contexto encarcerado

  • Valdeni da Silva Reis Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Deslocamentos subjetivos, Efeito de suspensão, Espaço confuso, Professoras de Língua Inglesa

Resumo

O presente trabalho investiga posições discursivas assumidas ou negadas por duas professoras de inglês, atuantes em Unidades Socioeducativas para adolescentes em conflito com a lei, da cidade de Belo Horizonte, MG. Estará focado nas professoras atuantes nesse espaço de reclusão/exclusão, a fim de nos aproximar da forma como elas se constituem como professoras de inglês, tendo seu fazer e seu dizer delimitados a partir de tal espaço. De modo mais específico, buscaremos a compreensão acerca do modo como as professoras constituem, nesse contexto, seu posicionamento e possível redimensionamento discursivo e subjetivo, frente à atuação de uma pesquisa(dora) em sua sala de aula. Para tanto, exploramos teorias em torno da formação do professor de língua inglesa; da noção de tempo, espaço e memória, além de questões em torno dos deslocamentos identitários e subjetivos. Como metodologia de análise, utilizamos teorias do discurso. Serão analisadas entrevistas feitas com as referidas professoras, que recebiam, em suas salas de aula, pesquisas distintas. Análises indicam deslocamentos subjetivos vivenciados pelas professoras, ao serem convocadas a repensar seu fazer pedagógico e seu posicionamento discursivo, assumindo ou negando - de forma não harmoniosa ou constante - a posição professora de inglês, como possibilidade ou não de empoderamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valdeni da Silva Reis, Universidade Federal de Minas Gerais
Professora Adjunta (Linguística Aplicada - Inglês) da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais. Mestre em Linguística Aplicada pelo Programa de Pós Graduação em Estudos Linguísticos da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutora em Linguística Aplicada também pela UFMG. Pelo período de um ano (2009-2010) desenvolvi minha pesquisa e participei de outras pesquisas ligadas à aprendizagem e ao ensino como Pesquisadora Visitante na School of Teaching and Learning / College of Education and Human Ecology - The Ohio State University (OSU) - EUA (Bolsista CAPES PDEE). Investigo o ensino-aprendizagem de inglês como LE em uma Unidade Socioeducativa para adolescentes em conflito com a lei. Tenho experiência na área de Letras, com ênfase em ensino-aprendizagem de LE - Inglês, atuando principalmente nos seguintes temas: uso de diários/journals; reflexão; análise de discurso; formação de professores; formação continuada; estrangeirismos; reestruturação da prática pedagógica; representações, ensino de inglês para alunos em privação de liberdade.
Publicado
2016-11-03
Como Citar
REIS, V. DA S. Recusas e deslocamentos subjetivos de duas professoras de inglês em contexto encarcerado. Letras & Letras, v. 32, n. 3, p. 80-104, 3 nov. 2016.