[1]
K. K. T. Teixeira, K. G. do Nascimento, R. L. Santana, A. M. G. de Souza, T. A. de Souza, e I. R. Barbosa, “PADRÕES ESPACIAIS DA OCORRÊNCIA DE LEISHMANIOSE VISCERAL HUMANA NA CIDADE DE NATAL-RN: A INFLUÊNCIA DAS ÁREAS DE RISCO SOCIAL”, Hygeia, vol. 15, nº 32, p. 121-133, nov. 2019.