GEOGRAFIA DO HIV/AIDS ENTRE FALAS: ANÁLISE DO DISCURSO DE JOVENS SOROPOSITIVOS EM PRESIDENTE PRUDENTE, SP

  • Mateus Fachin Pedroso Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Faculdade de Ciências e Tecnologias - Campus de Presidente Prudente
  • Raul Borges Guimarães Docente do Departamento de Geografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia , UNESP - Presidente Prudente
Palavras-chave: Geografia da Saúde, HIV/AIDS, Jovens, Análise do discurso, Pesquisa qualitativa.

Resumo

O recrudescimento da AIDS e o surgimento de novos casos de HIV na população jovem brasileira é um tema de grande relevância para a Geografia da Saúde na atualidade. Esta problemática permitiu-nos trazer a discussão para nosso recorte espacial, que expressa o recrudescimento de novos casos de HIV/AIDS na população jovem em Presidente Prudente – SP. A partir dos contextos geográficos dos jovens, teve-se como principal objetivo compreender os modos que os jovens vivenciam os processos de adoecimento a partir da análise dos discursos, e apontar quais são os impactos e ressignificações que ocorrem em suas práticas cotidianas. Este trabalho foi realizado nos anos de 2015, 2016 e 2017, através de trabalhos de campo e análises pautados em metodologias qualitativas, que possibilitaram a interação com jovens e seus contextos geográficos. Desta forma, foi possível identificar os impactos causados pelo diagnóstico do HIV/AIDS em suas vidas, as dificuldades e ressignificações espaciais decorrentes deste processo de transformação, ao ponto que também emergiram fatores atinentes a saúde destes jovens, que vão desde problemas referentes à adesão ao tratamento, manutenção e qualidade de vida até a cogitação de suicídio, o que expressa elevado grau de complexidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Fachin Pedroso, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Faculdade de Ciências e Tecnologias - Campus de Presidente Prudente
Mestrandfo em Geografia pelo PPGG da Faculdade de Ciências e Tecnologia , UNESP - Presidente Prudente
Raul Borges Guimarães, Docente do Departamento de Geografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia , UNESP - Presidente Prudente
Docente do Departamento de Geografia da Faculdade de Ciências e Tecnologia , UNESP - Presidente Prudente

Referências

ALMEIDA FILHO, N. O que é saúde? Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2011, 160 p.

ALVES, M. M. M. Distribuição espaço-temporal da Aids no estado de Rondônia, 1994

BARCELLOS, C; BASTOS, F. I. Redes sociais e difusão da AIDS no Brasil. Boletín de la Oficina Sanitaria Panamericana, v.121, n.1, p.11-24, 1996.

BASTOS, F. I. AIDS na terceira década. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2006, 103 p.

______. Saúde em questão. São Paulo: Claro Enigma; Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2011, 111 p.

BRASIL. Boletim epidemiológico HIV AIDS. Brasília-DF: Ministério da Saúde, Ano III, nº 1. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, 2014.

______. Boletim epidemiológico HIV AIDS. Brasília-DF: Ministério da Saúde, n. 53, v. 49. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, 2018.

BUENO, N. H. As doenças infectocontagiosas em cidades de médio porte: uma abordagem qualitativa da AIDS em Piracicaba/SP. 2010. 161 f. Dissertação (Mestrado em Geografia)

BUTLER, J. Corpos em aliança e a política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembleia (Trad. Fernanda Siqueira Miguens), 1° ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018, 266 p.

CAGUILHEM, G. O normal e o patológico. Trad. Maria Thereza Redig de Carvalho Barrocas e Luiz Octávio Ferreira Barreto Leite. 3. ed. Ver. Aumentada. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1990, 307 p.

CASTRO, I. E. O problema da escala. In: CASTRO, I. E; GOMES, P. C. C; CORR

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 2008, 351 p.

CORVINO, J. M. Na companhia do vírus: concepções e vivências de adolescentes portadores do HIV/AIDS. 2012. 75 f. Dissertação (Mestrado para obtenção do título de mestre em Saúde Coletiva)

COSTA-COUTO, M. H. A vulnerabilidade da vida com HIV/AIDS. 2007. 211 f. Tese (Doutorado)

CZERESNIA, D. O conceito de saúde e a diferença entre prevenção e promoção. In: CZERESNIA, D; FREITAS, C. M. (Org.). Promoção da Saúde: reflexões, conceitos, tendências. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2003, p. 39-53.

CZERESNIA, D; MACIEL, E. M. G.S; OVIEDO, R. A. M. Os sentidos da saúde e doença. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2013, 119 p.

GUIMAR

LANGDON, E. J; MALUF, S; TORNQUIST, C. S.

LIMA, A. A. A; PEDRO, E. N. R. Crescendo com HIV/AIDS: estudo com adolescentes portadoras de HIV/AIDS e suas cuidadoras-familiares. Rev. Latino-Americana de Enfermagem, v. 16, n. 3, p. 1-8, 2008.

MAINGUENEAU, D. Novas tendências em análise do discurso. 3. ed. Campinas - SP: Pontes: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1997.

MANZINI, E. J. A entrevista na pesquisa social. Rev. Didática, São Paulo, v. 26, n. 27, p. 149-158, 1991.

_______. Considerações sobre a transcrição de entrevistas. In: MARQUEZINI, M. C.; MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M (Org.). Técnicas de Pesquisa: planejamento e execução de pesquisas. Amostragens e técnicas de pesquisa. Elaboração, análise e interpretação de dados. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2010.

______. Entrevista semi-estruturada: análise de objetivos e de roteiros. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE PESQUISA E ESTUDOS QUALITATIVOS, 2004, Bauru. Anais. Bauru: USC, 2004. v. 1. p. 1-10.

MARCHETTI, M. C. O perfil da população e a espacialização dos casos registrados de AIDS em Londrina: uma contribuição para a Geografia da Saúde. 2011. 169 f. Dissertação (Mestrado em Geografia)

MARSTON, S. A. The social construction of scale. Progress in Human Geography. v. 24, n. 2, p. 219-242, 2000.

MONTEIRO, S. Qual prevenção? Aids, sexualidade e gênero em uma favela carioca. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2002, 148 p.

NUNES, S. O. V; et al. Determinação dos diagnósticos de depressão, tentativa de suicídio, gravidez, vírus da imunodeficiência humana (HIV) e doenças sexualmente transmissíveis (DST) em adolescentes e adultos jovens. Rev. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n. 2, p.109 - 118, 2005.

OLIVEIRA, D. R. A dinâmica da distribuição espacial da infecção por HIV e da mortalidade por AIDS no município de São Paulo de 1996 a 2007. 2011. 100 f. Dissertação (Mestrado em Geografia)

ORNAT, M. J. Território da prostituição e instituição do ser travesti em Ponta Grossa

PÁRAMO, M. A. Análisis cualitativo de discursos grupales asistido por programa de software textstat: valoración de suutilidad em la exploración y relación de significados. Rev. LIBERABIT. Lima (Perú), v. 16, n. 2, p. 141-151, 2010.

PAULA, F. M. A; PIRES, L. M. Os jovens e a cidade: práticas espaciais, redes de sociabilidade e constituição de territorialidades. Caderno Prudentino de Geografia. Presidente Prudente, volume especial, n. 35, p. 87-106, 2013.

PEDROSO, M. F. Contextos geográficos da AIDS e os espaços vividos por jovens com HIV em Presidente Prudente

PEDROSO, M. F. Metodología, Salud y Geografía: el poder de las palabras para la comprensíon del VIH/SIDA en jóvenes. In: II Encuentro Argentino-Brasileiro: Debates acerca del doctorado em Geografia, 2016, San Juan

PEDROSO, M. F; GUIMAR

______. Marcas do HIV/AIDS em Corpos Jovens: Rupturas e Ressignificações no Espaço Urbano. Rev. Latino Americana de Geografia e Gênero, v. 8, n. 2, p. 23-50, 2017.

PESS

PRADO, R. R. Análise espaço-temporal dos casos de aids no estado de São Paulo

ROJAS, L. I. Geografía y salud. Entre Historias, Realidades y utopias. Caderno Prudentino de Geografia. Associação dos Geógrafos Brasileiros. v.1 n. 1, p. 9-28, 2003.

ROSSI, R. Masculinidades e interseccionalidade na vivência de territórios instituídos por adolescentes em conflito com a lei. In: SILVA, J. M; ORNAT, M. J; CHIMIN JUNIOR, A. B. Espaço, gênero & masculinidades plurais. Ponta Grossa: Todapalavra, 2011. p. 125-191.

SCHAURICH, D; COELHO, D. F; MOTTA, M. G. C. A Cronicidade no Processo Saúde-Doença: repensando a epidemia da AIDS após os anti-retrovirais. Rev. Enfermagem (UERJ), Rio de Janeiro, v. 14, n.3, p. 455-462, 2006.

SILVA, L. C. F. HIV/AIDS: Padrões epidêmicos e espaciais na cidade de Manaus, Amazonas, 1986 a 2000. 2003. 175 f. Dissertação (Mestrado em Ciências na área de Saúde Pública)

SOUZA, T. R. C. Impacto psicossocial da AIDS: enfrentando as perdas... ressignificando a vida. 2008. 90 f. Tese (Doutorado Centro de Referência e Treinamento DST/Aids), 2008.

STOTZ, E. N; ARAUJO, J. W. G. Promoção da saúde e cultura política: a reconstrução do consenso. Rev. Saúde e sociedade, v. 13, n. 2, p. 5-19, 2004.

STRAUSS, A; CORBIN J. Pesquisa qualitativa: técnicas e procedimentos para o desenvolvimento de teoria fundamentada. 2. ed. Porto Alegre - RS: Artmed, 2008.

VERDI, M; CAPONI, S. Reflexões sobre a promoção da saúde numa perspectiva bioética. Texto Contexto Enferm, v. 14, n. 1, p. 82-88, 2005.

ZUSMAN, P. La tradición del trabajo de campo em Geografía. Geograficando, v. 7, n. 7, p. 15-32, 2011.

Publicado
2019-07-09
Como Citar
PEDROSO, M. F.; GUIMARÃES, R. B. GEOGRAFIA DO HIV/AIDS ENTRE FALAS: ANÁLISE DO DISCURSO DE JOVENS SOROPOSITIVOS EM PRESIDENTE PRUDENTE, SP. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 15, n. 31, p. 82 - 94, 9 jul. 2019.
Seção
Artigos