SAÚDE E SANEAMENTO NAS POSTURAS LEGAIS DE JUIZ DE FORA/MG DO SÉCULO XIX

  • Pedro José de Oliveira Machado Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Urbanização. Código de Posturas. Salubridade.

Resumo

Este artigo apresenta alguns resultados de várias pesquisas que temos desenvolvido sobre a Geografia Histórica de Juiz de Fora, especialmente sobre sua formação e organização territorial. O recorte temporal adotado refere-se à década de 1850, quando o município conquista sua autonomia político-administrativa e tem início seu efetivo processo de urbanização. Em meio aos grandes recursos disponibilizados pela crescente cultura cafeeira, a nova localidade se desenvolve, mas convivendo com vários problemas ligados à salubridade e à higiene, comuns às cidades brasileiras desse período. Aqui são destacadas as ações desenvolvidas pela Câmara Municipal com vistas à melhoria das condições gerais de saúde pública, avaliando-se especificamente o conteúdo dos primeiros Códigos de Posturas do município (o de 1853, quando Vila e o de 1858, quando Cidade), que se constituíram nos principais instrumentos legais utilizados para disciplinar a questão. Essas primeiras posturas municipais se caracterizaram pela busca da melhoria das condições de saúde da população, pela intervenção direta nos seus hábitos e costumes, e por seu caráter extremamente punitivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro José de Oliveira Machado, Universidade Federal de Juiz de Fora
Professor de Hidrogeografia, Gestão de Recursos Hídricos e Formação Territorial de Juiz de Fora, do Departamento de Geociências e do Curso de Mestrado em Geografia, da Universidade Federal de Juiz de Fora
Publicado
2018-10-09
Como Citar
OLIVEIRA MACHADO, P. J. DE. SAÚDE E SANEAMENTO NAS POSTURAS LEGAIS DE JUIZ DE FORA/MG DO SÉCULO XIX. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 14, n. 29, p. 25 - 36, 9 out. 2018.
Seção
Artigos