TERRITORIALIDADE DOS USUÁRIOS DE CRACK EM SITUAÇÃO DE RUA E SUAS REDES DE APOIO SOCIAL NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

  • Paulo Peiter Fundação Oswaldo Cruz
  • Pilar Belmonte Fundação Oswaldo Cruz
  • Mirna Teixeira Fundação Oswaldo Cruz
  • Marcelly Freitas Gomes Fundação Oswaldo Cruz
  • Alda Lacerda Fundação Oswaldo Cruz

Resumo

O consumo de substâncias ilícitas é um problema no Brasil com 1 milhão de pessoas afetadas, 366.000 usuários de crack. O "Consultório na Rua" é uma estratégia de saúde pública para o acesso à saúde da população em situação de rua usuária de crack baseada na redução de danos e na territorialização. Nosso objetivo é compreender a relação entre território e a formação de redes sociais de apoio aos usuários de crack em Manguinhos, Rio de Janeiro. É um estudo qualitativo com observação do território (cenas de uso e outros locais), 32 entrevistas (usuários de crack e profissionais de saúde) e 1 grupo focal com usuários de crack. Utilizou-se a construção de mapa mental individual e mapeamento participativo focando as perguntas da pesquisa: Como você percebe o território? Como você usa o território? Houve boa participação dos usuários de crack que se expressaram livremente, levando ao reconhecimento do seu território e territorialidades. Os elementos mapeados foram: locais de abrigo, cenas de uso de crack, local do banho e limpeza, locais onde conseguem recursos para subsistência, etc.) e fluxos (caminhos e rotas). O estudo revelou uma territorialidade instável e mutante marcada pelas incursões policiais, de traficantes e pela violência, obedecendo também aos ritmos do consumo de drogas, com momentos de encontro e de dispersão. Apesar do preconceito os usuários conseguiram criar uma rede de suporte no território e o Consultório na Rua ampliar o acesso à saúde para esta população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Peiter, Fundação Oswaldo Cruz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado
2017-12-07
Como Citar
PEITER, P.; BELMONTE, P.; TEIXEIRA, M.; FREITAS GOMES, M.; LACERDA, A. TERRITORIALIDADE DOS USUÁRIOS DE CRACK EM SITUAÇÃO DE RUA E SUAS REDES DE APOIO SOCIAL NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 13, n. 26, p. 192 - 197, 7 dez. 2017.
Seção
Artigos