RELAÇÕES ENTRE A DINÂMICA AMBIENTAL E A DENGUE NO DISTRITO FEDERAL, BRASIL

  • Rogerio Vidal de Siqueira Universidade de Brasília-GEA-LAGAS.
  • Helen da Costa Gurgel Universidade de Brasília-GEA-LAGAS
  • Bruna Drumond Silveira Universidade de Brasília-GEA-LAGAS
  • Walter Massa Ramalho Universidade de Brasília-FCE-NMT

Resumo

A dengue é uma doença viral que é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, cuja incidência tem aumentado continuamente no Brasil. Ao investigar a dengue é comum encontrar trabalhos que o relacionem com variáveis climáticas. Entretanto, são poucos os estudos na literatura que tentam relacionar a incidência da dengue com elementos da paisagem, como temperatura da superfície, hipsometria e declividade. Neste contexto, o objetivo desse trabalho é caracterizar a relação espaço-temporal da dengue no Distrito Federal com variáveis ambientais (temperatura, precipitação, temperatura da superfície, hipsometria e declividade) no período de 2007 a 2014. Para a realização deste trabalho foram coletado dados de casos de dengue e de delimitação das áreas de abrangência dos centros de saúde junto a SES-DF, dados demográficos da população junto ao IBGE, limites territoriais do Distrito Federal junto a Codeplan, dados de precipitação e temperatura através de imagens da banda termal do programa LANDSAT e hipsometria e declividade através de imagens do modelo digital do terreno do programa SRTM. Para realizar as análises foram utilizados mapas temáticos de número de casos, taxa de incidência, temperatura da superfície, declividade e hipsometria. Também foram utilizadas técnicas de estatísticas espaciais, índice Global de Moran e índice Local de Moran. As partir das análises foi possível identificar que da série temporal estudada somente os anos de 2010, 2013 e 2014 são epidêmicos. Foi possível identificar padrões de temperatura de forma contínua das áreas de maior incidência, e também indicar a influência da temperatura da superfície desenvolvimento da dengue. Com a hipsometria foi possível identificar possíveis barreiras geográficas de contenção da doença. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-07
Como Citar
VIDAL DE SIQUEIRA, R.; DA COSTA GURGEL, H.; DRUMOND SILVEIRA, B.; MASSA RAMALHO, W. RELAÇÕES ENTRE A DINÂMICA AMBIENTAL E A DENGUE NO DISTRITO FEDERAL, BRASIL. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 13, n. 26, p. 226 - 243, 7 dez. 2017.
Seção
Artigos