GEOGRAFIA DA SAÚDE: CONTEXTO DAS DOENÇAS DE VEICULAÇÃO H͍DRICA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO BOA HORA, MUNICÍPIO DE URBANO SANTOS, MA

  • Franceleide Soares Conceição Universidade Federal do Maranhão
  • Zulimar Márita Ribeiro Rodrigues Universidade Federal do Maranhão.

Resumo

Este artigo apresenta os resultados da análise da relação entre o ambiente e a saúde da população da bacia hidrográfica do rio Boa Hora, município de Urbano Santos, Maranhão. Conhecer profundamente os usuários de uma bacia hidrográfica e como eles se relacionam com ela, torna-se imprescindível para que a mesma tenha um desenvolvimento adequado e equilibrado. Para isso, foram analisadas as condições hídricas e sócio-ambientais das localidades e identificadas as políticas públicas de saneamento básico implantadas na área averiguando a situação das doenças de veiculação hídrica nos centros de saúde locais. O objetivo da pesquisa foi identificar as doenças de veiculação hídrica que foram mais expressivas na bacia do rio Boa Hora, a partir da base de dados coletados nos questionários bem como uma breve discussão sobre a Geografia da Saúde. Foram aplicados trinta questionários semi-estruturados nos locais de coleta e realizado uma  revisão bibliográfica por meio de livros, periódicos, revistas especializadas a cerca da temática que envolve os aspectos sócio-econômicos e ambientais da área de estudo. Os resultados evidenciam a estreita ligação entre o ambiente e a saúde, e mostram como a ausência ou inadequação dos sistemas de esgotamento sanitário, torna o ambiente insalubre e aumenta os riscos da população contrair as doenças de veiculação hídrica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-07
Como Citar
SOARES CONCEIÇÃO, F.; RIBEIRO RODRIGUES, Z. M. GEOGRAFIA DA SAÚDE: CONTEXTO DAS DOENÇAS DE VEICULAÇÃO H͍DRICA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO BOA HORA, MUNICÍPIO DE URBANO SANTOS, MA. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 13, n. 26, p. 148 - 155, 7 dez. 2017.
Seção
Artigos