REPRESENTAÇÃO ESPACIAL NA SAÚDE: ANÁLISE DO DÉFICIT DE CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO INFANTIL EM UM MUNICÍPIO DO JEQUITINHONHA- MG

  • Kelly da Rocha Neves Departamento de Nutrição da UFVJM.
  • Romero Alves Teixeira Departamento de Nutrição da UFVJM. Mestrado Profissional Saúde, Sociedade e Ambiente
  • Emerson Cotta Bodevan Mestrado Profissional Saúde, Sociedade e Ambiente
  • João Victor Leite Dias
  • Priscilla Avellino Ferreira Pinto Departamento de Fisioterapia da UFVJM
  • Rosane Luzia de Souza Morais Departamento de Fisioterapia e Mestrado Profissional Saúde, Sociedade e Ambiente (SaSA) da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).
Palavras-chave: , Insuficiência de crescimento, Deficiências do desenvolvimento, Mapeamento geográfico.

Resumo

Com a queda na mortalidade, têm-se investido no monitoramento do crescimento e desenvolvimento infantil. Este estudo objetivou investigar o crescimento, desenvolvimento e condições sanitárias peridomiciliares por meio do geoprocessamento. Participaram 92 crianças de 24 a 36 meses, de creches públicas de um município do Jequitinhonha O índice Estatura/Idade representou o crescimento e os domínios cognitivo e linguagem do Bayley III foram os indicadores para desenvolvimento. As casas e creches foram georeferenciadas e um mapa do território da sede municipal, dividido em áreas de Estratégia de Saúde da Família, foi criado. Dados do Sistema de Informação de Atenção Básica definiram as condições sanitárias das áreas e um questionário socioeconômico traçou o perfil das famílias. Predominaram famílias da classe econômica D, cujos pais não completaram o segundo grau. Identificou-se um percentual de 15,2% déficit de crescimento, 28,3% e 28,5% respectivamente, de desenvolvimento cognitivo e de linguagem expressiva abaixo da média. Não houve coincidência entre a distribuição geográfica dos agravos crescimento e desenvolvimento com as áreas de pior condição sanitária. Porém, foi possível visualizar os territórios desassistidos por creches públicas, aqueles que necessitam de maior intervenção quanto aos agravos investigados e áreas com ambientes sanitários precários. O geoprocessamento confirmou-se como ferramenta importante para uso de gestores municipais de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABEP (Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa). Critério da Associação brasileira de empresas de pesquisa, 2011. Disponível em: http://www.abep.org/criterio-brasil. Acesso em: 21/05/2013.

ALVES, M.O.; MAGALH

BARCELOS, C.; RAMALHO, W.M.; GRACIE R.; MAGALH

BARROS, R.P.; BIRON, L.; CARVALHO, M.; FANDINHO, M.; FRANCO, S.; MENDON

BAYLEY, N. Bayley scales of infant and and toddller development: technical manual. 3ª ed. San Antonio: Pearson; 2006.

BLAIR, C.; RAVER, C.C. Child development in the context of adversity experiential canalization of brain and behavior. American Psychological Association. v. 67, n. 4, p. 309-18, 2012.

BRASIL. Anuário Brasileiro da Educação Básica. Ministério da Educação, 2013.

BRASIL. Capacitação e atualização em geoprocessamento em saúde: Introdução à Estatística Espacial para Saúde Pública, Ministério da Saúde, Brasília, DF, 2007.

BRASIL. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. SIAB: manual do sistema de Informação de Atenção Básica / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Resolução n° 2, de 26 de agosto de 2014. Diário Oficial da União n° 165. 26 de agosto de 2014. Seção I. pp. 98

BRASIL. Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher

BRASIL. Plano Nacional pela Primeira Infância. Brasília, DF, 2010.

C

DEWEY, K.G.; BEGUM, K. Long-term consequences of stunting in early life. Maternal and Child Nutrition. v. 7, n. 3, p. 5-18, 2011.

EICKMANN S.H, MACIEL M.A.S, LIRAS P.I.C, LIMA M.C. Fatores associados ao desenvolvimento mental e motor de crianças de quatro creches públicas de Recife, Brasil. Rev Paul Pediatr. V. 27, n. 3, p.282-290, 2009.

FERREIRA, R.A.; FERRIANI, M.G.C.; MELLO, D.F.; CARVALHO, I.P.; CANO, M.A.; OLIVEIRA, L.A. Análise espacial da vulnerabilidade social da gravidez na adolescência. Cad. Saude Publica. v.28, n. 2, p. 313-323, 2012.

FITZ P.R. Geoprocessamento sem complicação. São Paulo: Oficina de Textos; 2008. 160p.

FUENTES, S.L.; QUIROGA, D.E.; ALE, J.A.F.; PINO, M.A.L.; REJON, J.G.; CARRO, S.G.; ZUMBARDO, V.L.; VAZQUEZ, R.N.; SALAS, I.F.; MARTINEZ, J.C.; GALERA, M.D.; ÁVILA, P.M.; MORRIS, N.; COLEMAN, M.; MOORE, C.G.; BEATY, B.J.; EISEN, L. Use of Google Earth

GRANTHAM-MCGREGOR, S.; CHEUNG, Y.B.; CUETO, S.; GLEWWE, P.; RICHTER, L.; STRUPP, B. Developmental potential in the first 5 years for children in developing countries. The Lancet. v. 369, p. 60-70, 2007.

HINO, P.; VILLA, T.C.S.; SASSAKI, C.M.; NOGUEIRA, J.A.; SANTOS, C.B. Geoprocessing in health area. Rev. Latino-Am. Enfermagem. v. 14, n. 6, p. 939-43, 2006.

HOLANDA, T.B.; VASCONCELLOS, M.C. Geo-helmintos: análise e sua relação com saneamento, uma revisão integrativa. Hygeia, v.11, n. 20, p.1-11, 2015.

HUSTON, A.C.; BENTLEY, A.C. Human Development in Societal Context. Ann. Rev. Psychol. v. 61, p. 411-437, 2010.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA. Sala de Imprensa. IBGE divulga indicadores sociais dos últimos dez anos. Comunicação Social, 28 de setembro, 2007. Disponível em: <http://saladeimprensa.ibge.gov.br/noticias?view=noticia&id=1&idnoticia=987&busca=1&t=ibge-divulga-indicadores-sociais-ultimos-dez-anos>. Acesso em: 20 jun. de 2013.

LAMY FILHO, F.; MEDEIROS, S.M.; LAMY, Z.C.; MOREIRA, M.E. Ambiente Domiciliar e alterações do desenvolvimento em crianças de comunidade da periferia de São Luiz-MA. Cien Saude Colet. v. 16, n. 10, p. 4181-4187, 2011.

MACINTYRE, S.; ELLAWAY, A.; CUMMINS, S. Place effects on health: how can we conceptualize, operationalise and measure them? Social Science e Medicine. v. 55, n.1, p. 125-139, 2002.

MENDES, J.C.P.; LIRA, P.J.C.; LEAL, V.S.; OLIVEIRA, J.S.; SANTANA, S.C.S.; SIQUEIRA, L.A.S., et al. Fatores associados a alteração da linguagem. Rev. Soc. Bras. Fonoaudiol. v. 17, n. 2, p. 177-81, 2012.

OLIVEIRA, F.C.C.; COTTA, R.M.M.; RIBEIRO, A.Q.; SANT

OLIVEIRA, L.P.M.; BARRETO, M.L.; ASSIS, A.M.O.; BRAGA-JUNIOR, A.C.R.; NUNES, M.F.F.P.; OLIVEIRA, N.F.; BENÍCIO, M.H.D.; VEN

PAVARINI, S.C.I.; MENDIONDO, E.M.; MONTA

SANTOS, D.N.; ASSIS, A.M.O.; BASTOS A.C.C.; SANTOS L.M,; SANTOS C.S. A.; PRADO M.S.; ALMEIDA-FILHO NM, RODRIGUES LOC, BARRETO ML. Determinants of cognitive function in childhood: A cohort study in a middle income context. BMC Public Health. v. 8, n. 202, p. 1-15, 2008.

SILVA, S.R.; HELLER, L.; VALADARES, J.C.; CAIRNCROSS, S. O cuidado domiciliar com a água de consumo humano e suas implicações na saúde: percepções de moradores em Vitória (ES). Eng Sanit Ambient. v. 14, n. 4, p. 521-532, 2009.

SILVEIRA, F.J.F.; LAMOUNIER, J.A. Avaliação nutricional de crianças do Vale do Alto Jequitinhonha com a utilização das novas curvas de crescimento do NCHS e da OMS. Rev. Paul Pediatr. v. 27, n. 2, p. 133-8, 2009.

TURCI, S.R.B.; GUILAM, M.C.R.; C

VELEDA, A.A.; SOARES, M.C.F.; CEZAR-VAZ, M.R. Fatores associados ao atraso no desenvolvimento em crianças. Brasil. Rev Gaúcha Enferm. v. 32, n. 1, p. 79-85, 2011.

VICTORA, C.G.; ADAIR, L.; FALL, C.; HALLAL, P.C.; MATORELL, R.; RICHETER, L.; SACHER, H.S. Maternal and child undernutrition: consequences for adult health and human capital. The Lancet. v. 371, p. 23-40, 2008.

WORD HELTH ORGANIZATION. Multicentre Growth Reference Study Group. WHO Child growth standards: length/height-for-age, weight-for-age, weight-for-length, weight-for-height and body mass index-for-age: methods and development. Genova: World Health Organization, 2006.

Publicado
2016-08-12
Como Citar
NEVES, K. DA R.; TEIXEIRA, R. A.; BODEVAN, E. C.; DIAS, J. V. L.; PINTO, P. A. F.; MORAIS, R. L. DE S. REPRESENTAÇÃO ESPACIAL NA SAÚDE: ANÁLISE DO DÉFICIT DE CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO INFANTIL EM UM MUNICÍPIO DO JEQUITINHONHA- MG. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 12, n. 22, p. 139 - 154, 12 ago. 2016.
Seção
Artigos