RESÍDUOS DE MALATIONA EM VESTIMENTAS DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL, APÓS LAVAGENS USADOS EM NEBULIZAÇÕES NO CONTROLE DO AEDES AEGYPTI

  • Solange - Papini Supervisão Técnica de Saúde da Secretaria de Saúde do Município de São Paulo
  • Eliane Vieira Instituto Biológico, Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo
  • Thais Salomão Leme Secretaria Estadual da Educação de São Paulo
  • Regina Cristina Batista Ferreira Instituto Biológico da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo
  • Luiz Carlos Luchini Instituto Biológico da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo
Palavras-chave: organofosforado, dengue, Aedes aegypti, saúde ocupacional

Resumo

A dengue afeta milhares de pessoas por ano, e é um dos maiores desafios para a saúde pública em todo o mundo. Uma das medidas é o controle químico do mosquito Aedes aegypti é a nebulização do inseticida malationa grau técnico 96% diluído em óleo vegetal (1:2, v/v). Para essa atividade os trabalhadores devem utilizar equipamento de proteção individual (EPI), entretanto, esse procedimento pode causar riscos ocupacionais. Assim, este trabalho, analisou fragmentos de vestimentas do EPI utilizados pelos agentes de zoonoses de Supervisão de Vigilância em Saúde. Amostras de camisas de EPI limpas, porém usadas durante a atividade de nebulização em campo foram submetidas à extração com 60 mL de hexano, sob agitação mecânica por 30 minutos. Todos os extratos foram analisados por cromatógrafo a gás com detector de ionização de chama. Os resultados mostraram que uma camisa apresentou malationa em concentrações variáveis, mesmo após ser lavada, indicando que a lavagem com água e sabão não removeu totalmente o inseticida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange - Papini, Supervisão Técnica de Saúde da Secretaria de Saúde do Município de São Paulo

Analisata em Saúde, Assesora Técnica da Supervisão Técnica de Saúe da Secretaria de Saúde do Município de São paulo

Doutora em Ecologia pela Universidade de São Paulo

Eliane Vieira, Instituto Biológico, Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo

Pesquisadora Científica do Laboratório de Ecologia de Agroquímicos do Instituto Biológico

Doutora em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista

Thais Salomão Leme, Secretaria Estadual da Educação de São Paulo
Bióloga, Mestre em Sanidade, Segurança Alimentar e Ambiental no Agronegócio pelo Instituto Biológico
Regina Cristina Batista Ferreira, Instituto Biológico da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo
Química do Laboratório de Ecologia de Agroquímicos do Instituto Biológico
Luiz Carlos Luchini, Instituto Biológico da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo

Pesquisador Científico do laboratório de Ecologia de Agroquímicos do Instituto Biológico

Doutor em Química pela Universidade de São paulo

Publicado
2016-08-12
Como Citar
PAPINI, S.-; VIEIRA, E.; LEME, T. S.; FERREIRA, R. C. B.; LUCHINI, L. C. RESÍDUOS DE MALATIONA EM VESTIMENTAS DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL, APÓS LAVAGENS USADOS EM NEBULIZAÇÕES NO CONTROLE DO AEDES AEGYPTI. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 12, n. 22, p. 134 - 138, 12 ago. 2016.
Seção
Artigos