A ATENÇÃO PRIMÁRIA, O TERRITÓRIO E AS REDES DE ATENÇÃO: INTERCAMBIAMENTOS NECESSÁRIOS PARA A INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) EM MINAS GERAIS, BRASIL

  • Rivaldo Mauro de Faria Paulo Cardoso de Faria
Palavras-chave: Atenção primária à saúde, território, redes de atenção à saúde, planejamento territorial.

Resumo

A Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais, com o apoio do Ministério da Saúde, vem fazendo amplos esforços para universalizar o acesso à atenção primária à saúde, tendo em vista seu papel estratégico para a constituição das redes de atenção à saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). Por isso, passou a incentivar a adoção das Equipes Saúde da Família através do seu "Programa Estruturador Saúde em Casa". Associado a esse programa, criou o Plano Diretor da Atenção Primária à Saúde (PDAPS), cujo objetivo é oferecer um instrumento de planejamento e gestão territorial desses serviços, qualificando-os para cumprir seu papel de porta de entrada das redes de atenção à saúde. O objetivo deste artigo é discutir o planejamento territorial da atenção primária e das redes de atenção à saúde do SUS em Minas Gerais, Brasil. O pressuposto hipotético norteador da discussão é a interdependência existencial entre a atenção primária, as redes e o território. A metodologia utilizada é baseada num estudo teórico-descritivo, de um lado, e numa análise teórico-crítica, de outro. Portanto, tem uma dimensão de descortinamento da relação entre as redes, o território e a atenção primária, de um lado; e uma dimensão de apontamento sobre os modos como isso vem sendo planejado, de outro. Os resultados indicam avanços na construção das redes em Minas Gerais, mas há também questões teórico-metodológicas que precisam ser devidamente equacionadas, sobretudo em relação aos modos de inscrição territorial dos serviços

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rivaldo Mauro de Faria, Paulo Cardoso de Faria
Graduação em Estudos Sociais
Publicado
2014-12-17
Como Citar
FARIA, R. M. DE. A ATENÇÃO PRIMÁRIA, O TERRITÓRIO E AS REDES DE ATENÇÃO: INTERCAMBIAMENTOS NECESSÁRIOS PARA A INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) EM MINAS GERAIS, BRASIL. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 10, n. 19, p. 8 - 23, 17 dez. 2014.
Seção
Artigos