ESPAÇO E SAÚDE: CONDIÇÕES SOCIOAMBIENTAIS FAVORÁVEIS À LEISHMANIOSE VISCERAL (LV) NA BACIA DO RIO ANAJÁ EM PAÇO DO LUMIAR - MA

  • Luciana Carla Silva Freitas Universidade Federal do Maranhão
  • Antonio Cordeiro Feitosa Universidade Federal do Maranhão
Palavras-chave: Leishmaniose visceral, clima, urbanização

Resumo

Abordam-se as características socioambientais da área da bacia do rio Anajá, com foco na iminência da urbanização, que favorece o desenvolvimento de vetores e epidemias de leishmaniose visceral. A área estudada se localiza no município de Paço do Lumiar na porção nordeste da ilha do Maranhão. Constitui área rural periférica a uma área intensamente urbanizada com clima tropical quente e úmido, temperaturas médias elevadas, período chuvoso de janeiro a junho e seco de julho a dezembro e elevada umidade relativa do ar. A execução da pesquisa compreendeu etapas como: levantamento e análise da situação endêmica, das características ambientais da área de estudo e da expansão urbana, com abordagem qualitativa e quantitativa. Os níveis térmicos mensurados em campo demonstraram-se favoráveis para o desenvolvimento de vetores de transmissão da endemia em estudo, porém o baixo nível de ocupação territorial permitiu a conservação dos criadouros naturais do vetor, sem transmissão doméstica da doença. Esse panorama, impactado por pressões demográficas decorrentes da expansão urbana, representa situação de risco para o desenvolvimento de endemias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-07-22
Como Citar
FREITAS, L. C. S.; FEITOSA, A. C. ESPAÇO E SAÚDE: CONDIÇÕES SOCIOAMBIENTAIS FAVORÁVEIS À LEISHMANIOSE VISCERAL (LV) NA BACIA DO RIO ANAJÁ EM PAÇO DO LUMIAR - MA. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 10, n. 18, p. 33 - 45, 22 jul. 2014.
Seção
Artigos