QUALIDADE DO AR E SAÚDE EM ESCOLAS LOCALIZADAS EM FREGUESIAS PREDOMINANTEMENTE URBANAS, RURAIS E MEDIAMENTE URBANAS

  • Ana Maria da Conceição Ferreira Departamento de Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra e faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
  • Massano Cardoso Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, Portugal.
Palavras-chave: Qualidade do ar interior, Poluentes Atmosféricos, Escolas localizadas em diferentes meios, Sintomas e Patologias Respiratórias, sazonalidade.

Resumo

O impacto ambiental dos transportes é evidente em qualidade do ar urbano. Urbanização traz consigo muitas transformações da natureza incluindo a poluição. Cada cidade terá um papel crucial a desempenhar na minimização das atividades que contribuem para a destruição da camada de ozônio e do aquecimento global. A poluição atmosférica constitui um problema de saúde com reflexos a longo prazo. O aumento das preocupações com a economia de energia, conduziram à necessidade de reduzir as infiltrações de ar, de forma a diminuir os consumos energéticos na climatização. Esta diminuição, associada à entrada de novos materiais e técnicas de construção, foi tornando os edifícios mais estanques, o que se traduziu em problemas na qualidade do ar interior quando os meios de ventilação não são adequados. O presente trabalho pretendeu avaliar no outono/inverno e na primavera/verão a associação entre a qualidade do ar interior, em escolas localizadas em diferentes locais, da cidade de Coimbra e a prevalência de patologia alérgica e respiratória nas crianças que as frequentam. Os resultados vêm reforçar o interesse da exposição aos poluentes do ar em crianças, que frequentam escolas localizadas em meios predominantemente urbanas ou mediamente urbanas, relativamente às que frequentam escolas localizadas em meios predominantemente rurais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Maria da Conceição Ferreira, Departamento de Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra e faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Licenciada em Saúde Ambiental Mestre em Saúde Pública Doutoranda em Ciências da Saúde Docente do Departamento de Saúde Ambiental da ESTeSC, Portugal
Publicado
2013-12-27
Como Citar
FERREIRA, A. M. DA C.; CARDOSO, M. QUALIDADE DO AR E SAÚDE EM ESCOLAS LOCALIZADAS EM FREGUESIAS PREDOMINANTEMENTE URBANAS, RURAIS E MEDIAMENTE URBANAS. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 9, n. 17, 27 dez. 2013.
Seção
Artigos