REDES URBANAS, ABASTECIMENTO E O CAFÉ DA MANHÃ DE IDOSAS NA CIDADE DE TEFÉ, AMAZONAS: ELEMENTOS PARA A ANÁLISE DA GEOGRAFIA DA ALIMENTAÇÃO NO BRASIL

  • Ellen Anjos Camilo da Costa Universidade Federal do Amazonas
  • Tatiana Schor Doutora em Ciência Ambiental e Pós-doutorado em Geografia Economica na CUNY/NY.
Palavras-chave: Alimentação, Idoso, Saúde

Resumo

A Amazônia, e o Amazonas em especial, pode ser considerado uma das últimas fronteiras do processo de transição dos hábitos alimentares. A substituição da dieta tradicional por uma "dieta do supermercado" é marcante em todas as regiões do Amazonas. Com o objetivo de analisar a relação entre transição dos hábitos alimentares, saúde, envelhecimento e rede urbana na Amazônia este artigo delimita um estudo de caso na cidade de Tefé, no Amazonas. Tefé, caracterizada como cidade polo para o IBGE e como cidade de responsabilidade territorial pelo NEBECAB, organiza uma micro-rede urbana. Tem-se como hipótese de análise que o formato da rede urbana e a relação da produção rural do entorno das cidades são elementos chaves para se compreender a geografia da alimentação no Amazonas. Outra hipótese está relacionada as políticas de desenvolvimento social que implicaram em uma monetarização da dinâmica econômica, ou seja, a universalização da aposentadoria intensificou a transição dos hábitos alimentares, daí a importância de se analisar como se dá esta transição entre a população idosa, em especial as mulheres que tradicionalmente são responsáveis pela cozinha. Utilizaram-se dados de pesquisa de campo, realizadas em maio de 2012 e abril de 2013, oriundos de formulários que visavam compreender as condições socioeconômicas das idosas e de sua moradia. A análise dos dados identificou que a refeição que mostra mais claramente a transição para a "dieta do supermercado" é o café da manhã e de que o acesso a aposentadoria permite incluir na dieta produtos de supermercado. Ao comparar os resultados ressalta-se que a população de menor poder aquisitivo tem menos ou nenhuma acesso a frutas e um café da manhã menos variado, mostrando a injustiça social e econômica implícita nas mudanças dos hábitos alimentares, cenário infelizmente comum para pequenas cidades do estado do Amazonas, Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ellen Anjos Camilo da Costa, Universidade Federal do Amazonas
Licenciatura plena em geografia, pela Universidade Federal do Amazonas, e mestranda em geografia pela mesma universidade
Publicado
2013-12-27
Como Citar
COSTA, E. A. C. DA; SCHOR, T. REDES URBANAS, ABASTECIMENTO E O CAFÉ DA MANHÃ DE IDOSAS NA CIDADE DE TEFÉ, AMAZONAS: ELEMENTOS PARA A ANÁLISE DA GEOGRAFIA DA ALIMENTAÇÃO NO BRASIL. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 9, n. 17, 27 dez. 2013.
Seção
Artigos