POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E A SAÚDE DE CRIANÇAS E IDOSOS NO DISTRITO FEDERAL: utilização do método de correlação com time delay

Weeberb J. J. Réquia, Lucijane M. Abreu

Resumo


A poluição atmosférica provoca danos aos ecossistemas naturais e urbanos. Os meios de transporte a combustível fóssil e a atividade industrial são as principais fontes de emissão de partículas e gases, que tornam a atmosfera poluída. A população humana sofre com os efeitos ao respirar um ar poluído, sobretudo, pelos quadros clínicos de doenças do sistema respiratório e do sistema circulatório. O grupo etário das crianças e dos idosos são os mais vulneráveis quando convivem em um ambiente que apresenta níveis elevados de concentração dos poluentes atmosféricos. Assim, a presente pesquisa teve como objetivo a verificação da correlação do particulado atmosférico com o número de óbitos e o número de internações hospitalares de crianças e idosos, por motivo de doenças respiratórias. Foi utilizada a metodologia de análise estatística, correlação de Pearson, adotando-se uma configuração com um time delay. Adotou-se o período correspondente aos anos de 2007 a 2009 para coleta dos dados. Os resultados mostraram que a população de crianças e idosos do Distrito Federal sofrem com os efeitos de respirar um ar poluído. Contudo, esta pesquisa gerou uma ferramenta designada para as formulações de políticas públicas. As políticas de governo podem ser exemplificadas pela criação de estratégias fiscalizadoras e de tecnologias ambientais, para minimização das emissões dos poluentes de suas respectivas fontes.

Palavras-chave


Doenças respiratórias; Internações; Óbitos; Poluição Atmosférica

Texto completo:

PDF




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Revista indexada em: DRJI Indexed Journal DOAJ