USO DE RESÍDUO DE VIDRO NA MATRIZ CIMENTÍCIA, REFORÇO COM FIBRA DE SISAL (AGAVE SISALANA) E FIBRA DE BUCHA VEGETAL (LUFFA CYLLINDRICA) EM PLACAS DE FIBROCIMENTO

Gabriel Machado Couto, Tales Vítor Santos Freitas, Leila Aparecida de Castro Motta

Resumo


Fibras vegetais podem ser usadas como reforço de matrizes cimentícias. As fibras lignocelulósicas são renováveis, de baixo custo, entretanto, apresentam elevada variação dimensional e sofrem com a alcalinidade da matriz. O presente trabalho estuda a substituição do cimento por resíduo de vidro, como pozolana, para tornar a matriz menos agressiva e melhorar a interação matriz-reforço e como reforço é usado a fibra de sisal (Agave sisalana) e bucha vegetal (Luffa cyllindrica). Os corpos de prova foram moldados por simulação do processo Hatschek e submetidos ao ensaio de flexão com idades de 28 e 90 dias. A análise dos resultados permitiu inferir que as propriedades mecânicas melhoraram quando se utilizou o teor de 20% de resíduo de vidro para o caso de reforço com bucha vegetal e 30% para o reforço em sisal.


Palavras-chave


fibrocimento; pozolana; resíduo de vidro; fibra vegetal; sisal; bucha.

Texto completo:

PDF