Perfil higiênico-sanitário de restaurantes comerciais e conhecimento dos manipuladores de alimentos antes e após os treinamentos sobre Boas Práticas de Fabricação

Letícia Maria de Melo, Maria Clara Francisco Nunes, Martha Elisa Ferreira Almeida, Virgínia Souza Santos

Resumo


O objetivo foi avaliar as condições higiênico-sanitárias de restaurantes comerciais e verificar o efeito dos treinamentos de Boas Práticas de Fabricação (BPF) sobre o conhecimento dos manipuladores de alimentos. Para avaliar as condições higiênico-sanitárias utilizou-se um check list. Realizou-se três capacitações sobre BPF’s, e em cada encontro aplicou-se um questionário (antes e após as palestras). Os dados foram analisados pelo teste de Wilcoxon, a 5% de significância. Dois restaurantes foram classificados como regular e um como insatisfatório. As inconformidades mais relevantes foram quanto a documentação e os manipuladores de alimentos. Houve diferença estatística das notas obtidas, antes e após, somente nos treinamentos 1 e 2. O restaurante 2 apresentou diferença estatística entre as notas para todos os treinamentos. Concluiu-se que os restaurantes não garantiam segurança alimentar aos comensais, e que os treinamentos aumentaram o conhecimento dos manipuladores.


Palavras-chave


Legislação sanitária; Qualidade de Produtos para o Consumidor; Capacitação

Texto completo:

PDF