A MÃO DE OBRA TEMPORÁRIA MIGRANTE EMPREGADA NAS AGROINDÚSTRIAS CANAVIEIRAS NO MUNICÍPIO DE ITUIUTABA-MG E SEUS IMPACTOS NO COMÉRCIO LOCAL

  • Silvanio Cassio Silva Universidade Federal de Uberlândia-Faculdade de Ciências Integradas do Pontal-Facip
  • Joelma Cristina Santos Universidade Federal de Uberlândia-Faculdade de Ciências Integradas do Pontal-Facip
Palavras-chave: Fluxo migratório, Agronegócio, Comércio.

Resumo

Este artigo é um estudo dos processos de mobilidade populacional estabelecidos no município de Ituiutaba (MG), e tem como objetivo principal analisar o fluxo migratório nordestino e as relações de trabalho estabelecidas entre estes trabalhadores e as agroindústrias canavieiras situadas nesta região, destacando os impactos do consumo desta população no comércio local. Estes trabalhadores migrantes estabelecem-se na cidade de Ituiutaba, contribuindo para o desenvolvimento do comércio local. Assim, nos propomos a explicar o deslocamento destes trabalhadores de suas regiões de origem no nordeste até este município, localizado no Pontal do Triangulo Mineiro, onde a expansão do cultivo de cana para a produção de açúcar e álcool se intensificou a partir do final dos anos 1990, reflexo de um cenário mundial, que passou a privilegiar formas alternativas de produção de energia, com o intuito de minimizar a dependência da economia ao petróleo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvanio Cassio Silva, Universidade Federal de Uberlândia-Faculdade de Ciências Integradas do Pontal-Facip
Possui graduação em Processos Gerenciais pela Universidade Norte do Paraná (2014). Discente do curso de Geografia Licenciatura/Bacharelado na Universidade Federal de Uberlândia FACIP-UFU, Pos Graduando em Gestão, Licenciamento e Auditoria Ambiental pela Unopar.
Joelma Cristina Santos, Universidade Federal de Uberlândia-Faculdade de Ciências Integradas do Pontal-Facip
Possui graduação em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001), mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2004) e Doutorado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (2009). Atualmente é docente com dedicação exclusiva no curso de graduação em Geografia da FACIP/UFU campus Ituiutaba/MG e do Programa de Pós-Graduação em Geografia - PPGEP (Mestrado Acadêmico - FACIP/UFU) . Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Econômica, Geografia Agrária, Geografia do Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: relação capital x trabalho, mundo do trabalho, relação cidade-campo,migração, precarização, agroindústria canavieira.
Publicado
2015-12-16
Seção
Geografia