PSICANÁLISE, TRABALHO E CONTEMPORANEIDADE: SOBRE A SAÚDE DOS TRABALHADORES EM FEIRAS-LIVRES

  • Isabela Guimarães Alves Universidade Federal de Uberlândia
  • Lucianne Sant'anna de Menezes Universidade Federal de Uberlândia
  • Isabella Jorge Gnoato Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Psicanálise, saúde do trabalhador, sofrimento psíquico, feira livre.

Resumo

Tendo como pano de fundo a temática relativa aos novos modos de produção de subjetividade, na contemporaneidade, e de seus efeitos nos sujeitos e nos laços sociais, o objetivo deste estudo é examinar como o referencial psicanalítico freudiano poderia colaborar no estudo da saúde dos trabalhadores das feiras livres, no contexto da Cidade de Uberlândia, investigando os processos e as condições de trabalho que oferecem riscos à saúde dos trabalhadores destas feiras, a partir da análise da organização do processo produtivo do grupo de atividade: hortifrúti. Trata-se de um estudo na interface da Psicanálise com a Saúde do Trabalhador, dispondo de dispositivos de análise da articulação sujeito e cultura, recuperando a dimensão de extensão do método psicanalítico. Foram realizadas entrevistas e observações do processo produtivo e das relações estabelecidas no local. A análise da organização do processo de produção em uma banca de hortifrúti revelou que os trabalhadores estão submetidos a uma condição de risco para a saúde, por vezes não reconhecida pela maioria deles e que, independentemente disso, o trabalho tem um significado prazeroso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabela Guimarães Alves, Universidade Federal de Uberlândia
Psicóloga pelo Instituto de Psicologia da Universidade federal de Uberlândia (IP-UFU)
Lucianne Sant'anna de Menezes, Universidade Federal de Uberlândia

Psicóloga e psicanalista; Mestre e Doutora pelo IP-USP; Docente do Instituto de Psicologia da Universidade Federal de Uberlândia-MG; Membro Efetivo do Departamento Formação em Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae-SP; autora dos livros Pânico: efeito do desamparo na contemporaneidade. Um estudo psicanalítico (2006); Desamparo (2008, Coleção Clínica Psicanalítica); Psicanálise e Saúde do Trabalhador: nos rastros da precarização do Trabalho (2012).

Isabella Jorge Gnoato, Universidade Federal de Uberlândia
Psicóloga pelo Instituto de Psicologia da Universidade federal de Uberlândia (IP-UFU)
Publicado
2015-12-16
Seção
Psicologia