O IMPACTO DA CRISE ECONÔMICO-FINANCEIRA DE 2008-2009 NAS RELAÇÕES ECONÔMICAS DO BRASIL COM A CHINA

  • Leila Barbosa de Oliveira Neta Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: , Brasil

Resumo

O objetivo desta pesquisa é conhecer qual foi o impacto da crise econômico-financeira de 2008 nas relações econômicas sino-brasileiras. Parte-se da hipótese de que a partir desse momento houve uma intensificação ainda maior dessas relações, aumentando-se, ao mesmo tempo, a dependência brasileira em relação à exportação de produtos primários para a China. O trabalho busca demonstrar que, para que se possa compreender tal questão, é preciso analisar as políticas econômicas e diplomáticas do governo brasileiro desde o início da década de 1990, pois a dependência econômica brasileira foi reforçada com a abertura econômica do Brasil nesse momento e a aproximação com a China vem acompanhando esse processo. Diante disso, percebe-se, ao longo do trabalho, que a crise evidenciou uma tendência que já dura cerca de duas décadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-07-27
Seção
Economia