Chamadas

ATENÇÃO! A DOMÍNIOS DE LINGU@GEM NÃO TRABALHA COM FLUXO CONTÍNUO DE ARTIGOS. FAVOR VERIFICAR A CHAMADA ATUAL ABAIXO.

 

Paisagens linguísticas e paisagens linguísticas escolares: ideologias, discursos e práticas multilingues nos espaços sociais

(ISSN 1980-5799 – Qualis A2 CAPES)

Chamada - Número temático (2020/4).

Prazo de Submissão: 31/11/2019

Esta proposta de número especial, dedicada ao tema das paisagens linguísticas como manifestações de políticas, ideologias e práticas alusivas às línguas, seus estatutos, funções e papéis, pretende recolher investigações teóricas, empíricas e/ou metodológicas acerca dessa temática, em contextos de língua (co)oficial portuguesa ou espaços de contato com estes contextos (ex. em regiões transfronteiriças).  Partindo do princípio de que “Language is all around us in textual form as it is displayed on shop windows, commercial signs, posters, official notices, traffic signs, etc.” (Gorter, 2006: 1) e de que essa apresentação das línguas não é neutra, mas, antes, significativa e não aleatória, pretendemos analisar e problematizar a forma como as línguas são corporizadas, objetificadas e representadas em diferentes espaços: familiares, escolares e públicos, em geral. Assim, o presente número poderá recolher estudos que analisem a presença (visual e/ou sonora e/ou tátil) das línguas em diferentes espaços, privados e familiares ou públicos, de escolaridade formal, informal ou não-formal, monolingues ou plurilingue.

As questões de investigação que orientarão a organização deste número temático são as seguintes:

  • Que línguas aparecem (ou não aparecem) representadas em diferentes espaços sociais? Há uma relação entre essa representação das línguas e a sua representatividade social e geográfica?
  • Como são representadas e apreendidas as relações entre línguas e seus falantes nos espaços familiares, escolares e sociais mais alargados? Que ideologias linguísticas podem explicar essas representações?
  • Que políticas linguísticas, designadamente educativas e familiares, são expressas através das paisagens linguísticas?

 

Sílvia MELO-PFEIFER - silvia.melo-pfeifer@uni-hamburg.de

Universidade de Hamburgo

 

Maria Célia LIMA-HERNANDES - mceliah@usp.br

USP - Universidade de São Paulo

Organizadoras

 

ATENÇÃO PARA O USO DA FOLHA DE ESTILOS DA REVISTA, disponível aqui.

Veja a seção de Notícias aqui. See the announcements section here. Ver la sección de Avisos aquí.

 

Referências propostas

Backhaus, P. (2007). Linguistic landscapes. A Comparative Study of Urban Multilingualism in Tokio. Clevedon: Multilingual Matters.

Calvet, L.-J. (1994). Les voix de la ville: introduction à la sociolinguistique urbaine. Paris : Éditions Payot et Rivages.

Cenoz, & Gorter, D. (2006). “Linguistic Landscape and minority languages”. In International Journal of Multilingualism, 3/1 (67-80). Disponible sur http://depot.knaw.nl/2985/1/20871.pdf (lien consulté le 27 février 2011).

Dagenais, D.; Moore, D.; Sabatier, C.; Lamarre, P. & Armand, F. (2009). “Linguistic Landscapes and Language Awareness”. In Shohamy, E. G. & Gorter, D. (2009). Linguistic landscape: expanding the scenery. London: Routledge. Disponible sur http://lerc.educ.ubc.ca/fac/norton/Dagenais%20et%20al%20LLandscape.pdf (lien consulté le 27 février 2011).

Givón, Talmy. Context as Other Minds — The Pragmatics of Sociality, Cognition and Communication. Amsterdam: John Benjamins, 2005.

Gorter, D. (2006). “Introduction: the Study of the Linguistic Landscape as a New Approach to Multilingualism”. In International Journal of Multilingualism, 3(1), 1-6. Disponible sur http://depot.knaw.nl/2984/1/20870.pdf (lien consulté le 27 février 2011).

Gorter, D. (ed) (2006). Linguistic Landscape: A New Approach to Multilingualism. Clevedon: Multilingual Matters.

Pavlenko, A. (2008) (ed.). Multilingualism in post-Soviet countries. Clevedon, Multilingual Matters.

Scollon, R. & Scollon, S. W. (2003). Discourses in Place: Language in the Material World. Routledge.

Shohamy, E. G. & Gorter, D. (2009). Linguistic landscape: expanding the scenery. London: Routledge.

Spolsk, B. & Cooper, R. (1991). The Languages of Jerusalem. Oxford: Clarendon Press.