Por uma abordagem sócio-histórica no ensino de língua portuguesa

breves considerações

  • Diogo de Campos Alves Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão
  • Vanessa Regina Duarte Xavier Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão
Palavras-chave: Ensino, Língua Portuguesa, Livro didático, Perspectiva sócio-histórica

Resumo

Trabalhar com o ensino de Língua Portuguesa (LP) significa pensar na formação integral do ser humano, uma vez que este está relacionado a aspectos históricos, sociais etc. Por conseguinte, é imprescindível a abordagem dos aspectos extralinguísticos da língua tanto no ensino básico quanto na formação do docente de LP. Em vista disso, esse trabalho tem como objetivo analisar o processo de ensino-aprendizagem da língua através das contribuições dos estudos da Linguística Histórica e da Sociolinguística, os quais preconizam a língua como objeto dinâmico, variável e heterogêneo, pois consideramos que a ausência dos conteúdos sócio-históricos da língua ocasiona a perpetuação da discriminação linguística no ambiente escolar, assim como na sociedade de modo geral. Para tanto, nosso corpus se constituiu de um livro didático destinado ao oitavo ano do Ensino Fundamental II, bem como dos Projetos Pedagógicos dos Cursos (PPCs) de Letras Português e Letras Português e Inglês da UFG-RC, com o intuito de observar como neles está sendo proposto o ensino de língua(gem). Com vistas a atingir o nosso objetivo, baseamo-nos em Ilari e Basso (2014) e Silva (2008) para abordar brevemente a história da língua portuguesa e, a respeito da teoria da mudança e da variação linguística, usamos, respectivamente, Faraco (2005) e Bagno (2007). Para a análise do livro didático, nos baseamos no PNLD (Brasil, 2017), em Dionisio (2005), Salzano (2004) e Silveira et al (2016). Além disso, fizemos uma reflexão breve acerca dos PPCs, à luz de Barros (1997), Coelho (2005), Monteiro (2012) e Mattos e Silva (2008).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diogo de Campos Alves, Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão
Mestrando em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão. Possui a graduação em Letras Português/Inglês na Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão. Tem experiência na área de Letras, com ênfase na Portuguesa, especialmente, na área de Sociolinguística, Linguística Histórica e Linguística Aplicada.
Vanessa Regina Duarte Xavier, Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão
Possui graduação em Letras Português pela Universidade Federal de Goiás (UFG) - Regional Catalão (RC) (2007) e doutorado em Letras, pelo programa de Filologia e Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo (2012). Atualmente, é professora da Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão, atuando no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PPGEL) desta instituição.

Referências

BAGNO, M. Nada na língua é por acaso: por uma pedagogia da variação linguística. São Paulo: Parábola Editorial, 2007. 238 p.

BARROS, M. C.de A. História da língua/ ensino da língua. [Editorial] Línguas e Literaturas, v. XIV, p. 81-99, 1997. Disponível em: http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/2750.pdf. Acesso em: 20 jan. 2018.

BORTONI-RICARDO, S. M. A variação linguística em sala de aula. In: BORTONI-RICARDO, S. M. Educação em língua materna: a sociolinguística em sala de aula. São Paulo: Parábola Editorial, 2004. p. 37-45.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes curriculares para os cursos de Letras. Parecer CNE/CES 492/2001. 2001

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria da Educação Básica. Guia de livros didáticos: ensino fundamental anos finais. Brasília, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. PNLD 2017: língua portuguesa – Ensino fundamental anos finais / Ministério da Educação – Secretária de Educação Básica SEB – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Brasília, DF: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2016. p. 98.

CEREJA, W. R.; MAGALHÃES, T. C. Português linguagens – 8º ano. 9. ed. reform. São Paulo: Saraiva. 2015.

COELHO, B. J. Norma Lingüística. In: COELHO, B. J. A comunicação verbal e suas implicações didático-pedagógicas. 3. ed. Goiânia: Trilhas Urbanas, 2005. p. 67-82.

CORESIU, E. Sincronia, diacronia e história. Rio de Janeiro: Presença; São Paulo: USP, 1979.

DIONISIO, A. P. Variedades Linguísticas: Avanços e Entraves. In: DIONISIO, A. P.; BEZERRA, M. A. (org.). O livro didático de Português: múltiplos olhares. 3. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005. p. 75- 88.

FARACO, C. A. Linguística histórica: uma introdução ao estudo da história das línguas. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.

FARACO, C. A. Norma culta brasileira: desatando alguns nós. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

ILARI, R.; BASSO, R. O português da gente: a língua que estudamos a língua que falamos. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2014.

LABOV, W.. Padrões sociolinguísticos. São Paulo: Parábola, 2008

MATTOS E SILVA, R. V. Da sócio-história do português brasileiro para o ensino do português no Brasil hoje. In: AZEREDO, J. C. de (org.). Língua Portuguesa em debate: conhecimento e ensino. 5. ed. Petrópolis – Rio de Janeiro, 2008, p. 19-31.

MONTEIRO, C. L. da C. A importância do estudo de História da Língua Portuguesa no curso de Letras. 2012. 116 f. Dissertação (Mestrado em Letras). Instituto de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012. Disponível em: http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UERJ_0530af808d855983f14dd8464ffab319. Acesso em: 05 nov. 2017.

PAGOTTO, E. G. Norma e Condescendência; Ciência e Pureza. Revista Línguas e Instrumentos Lingüísticos. Campinas: Pontes, n. 2, p. 49-68, 1998. Disponível em: https://ead.ufsc.br/portugues/files/2013/11/Livro.pdf.

SALZANO, J. T. Análise de um livro didático em língua portuguesa. Integração, n. 42, p. 285-295, jul/set, 2004.

SILVA, D. E. G. da. Percursos filológicos: nas trilhas das línguas românicas. Goiânia: Cânone Editorial, 2008.

SILVEIRA, A. C. da et al. Em terreno minado: incoerências e conflitos ideológico nos dizeres científicos e midiáticos sobre a norma do português brasileiro. In: FREITAG, R. M. Ko; SEVERO, C. G. GÖRSKI, E. M. (org.). Sociolinguística e Políticas Linguísticas: olhares contemporâneos. São Paulo: Blucher, 2016. p. 205-222. Disponível em: https://www.blucher.com.br/livro/detalhes/sociolinguistica-e-politica-linguistica-1202. Acesso em: 15 nov. 2017.

TARALLO, F. A pesquisa sociolinguística. 2. ed. São Paulo: Ática, 2000.

Publicado
2019-02-03
Como Citar
ALVES, D. DE C.; XAVIER, V. R. D. Por uma abordagem sócio-histórica no ensino de língua portuguesa. Domínios de Lingu@gem, v. 13, n. 1, p. 288-312, 3 fev. 2019.