Etapas da terminologia como uma proposta de ensino e aprendizagem nas aulas de inglês instrumental

  • Gyzely Suely Lima Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro
Palavras-chave: Data-driven Learning, Teoria Comunicativa da Terminologia, Linguística de Corpus, Inglês Instrumental

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar uma reflexão sobre a experiência de desenvolvimento das etapas iniciais da Terminologia como uma metodologia da Linguística de Corpus no ensino e na aprendizagem de língua inglesa na perspectiva do Data-driven Learning (DDL). Apresentamos as perspectivas teórica e prática no uso do DDL (JOHNS, 1991) para o ensino e aprendizagem de inglês, partindo dos princípios da Teoria Comunicativa da Terminologia (TCT) (ALMEIDA, 2006) e da Linguística de Corpus (BERBER-SARDINHA, 2004; SCOTT, 2012; TEI-XEIRA, 2008) como uma abordagem teórica. A descrição de uso prático do DDL nas aulas de inglês inicia-se com a experiência vivida com um grupo de estudantes de um curso superior de Tecnologia em Logística, sugerindo desdobramentos para a continuidade da proposta como uma forma de criar a opor-tunidade nas aulas de Inglês Instrumen-tal para os alunos aprenderem inglês por meio de um corpus de textos autênticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gyzely Suely Lima, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro
Doutora em Estudos Linguisticos na área de Linguística Aplicada

Referências

DE BARCELLOS ALMEIDA, G. M. A Teoria Comunicativa da Terminologia e a sua prática. Alfa: revista de Linguística. São Paulo, v. 50, n. 2. 2006.

ANTHONY, L. AntConc (Version 3.4. 3) [Computer Software]. Tokyo, Japan: Waseda University. 2014.

ANTHONY, L. AntConc 3.4.3. Tokyo: Waseda University, 2014. Disponível em: http://www.laurenceanthony.net/software/antconc/. Acesso em: 21 fev. 2015.

DORNELLES, M. S. Bases teórico-metodológicas para elaboração de um glossário bilíngue (Português-Inglês) de Treinamento de Força: subsídios para o tradutor. Porto Alegre, 2015. 365 p. Dissertação (Mestrado) — Programa de Pós-graduação em Letras — PPG-UFGRS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2015. DOI https://doi.org/10.29289/259453942018v28s1059

FADANELLI, S. B.; FINATTO, M. J. B. A arquitetura de um glossário terminológico Inglês-Português na área de Eletrotécnica. Linguamática. v. 7, n. 1, p. 67–71, 2015.

FROMM, G. Elaboração de um verbete bilíngue na área de aquisição da linguagem. In: GONÇALVES, A. V.; SILVA, W. R.; GÓIS, M. L. de S (org.). Viabilizar a Linguística Aplicada: abordagens teóricas e metodológicas. Campinas, SP: Pontes, 2014.

FROMM, G. VoTec: página de terminologia para tradutores. Estudos Linguísticos. São Paulo, v. 38, n. 1, p. 183-199, 2009.

JOHNS, T. F. Should you be persuaded: two samples of data-driven learning materials. In: JOHNS, T. F.; KING, P. (org.). Classroom Concordancing. Birmingham: ELR Journal, v. 4, p. 1-16, 1991.

KRIEGER, M. da G.; FINATTO, M. J. B. Introdução à Terminologia: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2004.

MA, K. C. Small-corpora concordancing in ESL teaching and learning. Hong Kong Papers in Linguistics and Language Teaching. v. 16, p. 11-30, 1993.

PEIXOTO, L. M.; BRITO, L. F. A. Procedimentos para compilação de um corpus composto por legendas e construção de uma ferramenta de corpus on-line: o Corpus of English Language Videos. Domínios da linguagem. Uberlândia, v. 9, n. 3, p. 275- 299, 2015. DOI https://doi.org/10.14393/dl19-v9n3a2015-15

SARDINHA, T. B. Linguística de corpus. Barueri, SP: Manole, 2004.

SCOTT, M. WordSmith tools version 5. Liverpool: Lexical Analysis Software. Oxford: Oxford University Press, v.122, 2008

SMITH, S. Corpora in the classroom: data-driven learning for Freshman English. Disponível em: http://www3.nccu.edu.tw/~smithsgj/Corpora%20in%20the%20classroom.pdf. Acesso em: 12 fev. 2015.

SMITH, S. et al. Corpora for SLA: using Sketch Engineto learn Chinese and English. In: Proceedings 2007 Conference and Workshop on TEFL and Applied Linguistics. Taoyuan, p. 430-436, 2007.

VIANA, V.; TAGNIN, S. E. O. (org.). Corpora no ensino de línguas estrangeiras. São Paulo, SP: HUB Editorial, 2011.

Publicado
2019-10-07
Como Citar
LIMA, G. S. Etapas da terminologia como uma proposta de ensino e aprendizagem nas aulas de inglês instrumental . Domínios de Lingu@gem, v. 13, n. 3, p. 869-899, 7 out. 2019.