Em busca da coincidência

traços de responsabilidade enunciativa

  • Ilderlândio Assis de Andrade Nascimento Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Responsabilidade enunciativa, Não-coincidências do dizer, Monografia de conclusão de curso, Construção de sentido

Resumo

Esta pesquisa investiga a responsabilidade enunciativa em monografias de conclusão de curso, focando como categoria de análise os fenômenos da modalização autonímica/as não-coincidências do dizer, a partir dos postulados da Análise Textual dos Discursos (ATD). O corpus é constituído por 10 (dez) monografias de conclusão de curso de Letras. Metodologicamente, esta pesquisa é de natureza descritiva e interpretativa, pois as não-coincidências do dizer são identificadas, descritas e interpretadas, seguindo uma abordagem de cunho quantitativo e qualitativo. A não-coincidência entre as palavras e as coisas e a não-coincidência das palavras consigo mesmas se constituem traços de responsabilidade enunciativa, tendo em vista que o sujeito enunciador busca restabelecer uma coincidência, no primeiro caso, entre a palavra – o simbólico – e o objeto de discurso – a realidade a ser nomeada, e, no segundo caso, entre uma palavra e outra palavra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ilderlândio Assis de Andrade Nascimento, Universidade Federal da Paraíba
Possui Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PROLING), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Referências

AUTHIER-REVUZ, J. Palavras incertas: as não-coincidências do dizer. Tradução de Claudia R. Castellanos Pfeiffer, et al. Revisão técnica da tradução Eni Pulccinelli Orlandi Campinas: Ed. da UNICAMP. 1998.

______. Heterogeneidade mostrada e heterogeneidade constitutiva: elementos para uma abordagem do outro no discurso. In:______. Entre a transparência e a opacidade: um estudo enunciativo do sentido. Apresentação Marlene Teixeira; revisão técnica da tradução de Leci Borges Barbisan e Valdir do Nascimento Flores. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p. 11-80.

ADAM, J. M. A linguística textual: uma introdução à análise textual dos discursos. Tradução de Maria das Graças Soares Rodrigues, Luis Passeggi, João Gomes da S. Neto e Eulália Vera Lúcia Leurquin. Revisão Técnica: Luis Passeggi e João Gomes das S. Neto. São Paulo: Contexto, 2008.

BAKHTIN, M. Questões de literatura e estética. São Paulo: Hucitec/Unesp, 1990.

______. Marxismo e filosofia da linguagem. Trad. Michel Lahud e Yara F. Vieira. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

BERGOUNIOUX, G. Le moyen de parler. Paris, Verdier, 2004.

FONSECA, C. M. V. Escavando o discurso e encontrando o sujeito: uma arqueologia das heterogeneidades enunciativas. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Ceará/UFC, 2007.

GUENTCHÉVA, Z. (Org.). Manifestations de la catégorie du médiatif dans les temps français. Langue française, Paris: Larousse, n. 102, 1994, p. 8-23.

______. L´énonciation médiatisée. Louvain/Paris: Peeters, 1996.

MAINGUENEAU, D. Elementos de linguística para o texto literário. Trad. Maria Augusta Bastos de Matos; revisão da tradução Marina Appenzeller. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

______. Análise de Textos de Comunicação. Trad. de Cecília P. de Souza-e-Silva, Décio Rocha. São Paulo, Cortez, 2002.

PHILIPPE, G. Le paradoxe énonciatif endophasique et ses premières solutions fictionnelles. Langue française. Paris, Larousse, n. 132, 2001, p. 96-105.

Publicado
2017-11-07
Como Citar
NASCIMENTO, I. A. DE A. Em busca da coincidência. Domínios de Lingu@gem, v. 11, n. 4, p. 1310-1324, 7 nov. 2017.