Expansão semântica do onde: para onde está indo?

  • Jacqueline Borges Assis UFU
Palavras-chave: gramaticalização, modificação semântica, semântica cognitiva, operador argumentativo

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar funções e valores assumidos pelo item onde em seus empregos "desviantes" no Português do Brasil - PB, a partir de exemplos extraídos de documentos e artigos a serem publicados em revistas acadêmicas de uma instituição de ensino superior de Minas Gerais/ Brasil. Como procedimento metodológico adotou-se a análise qualitativa interpretativista de um corpus constituído por 68 ocorrências. A hipótese que norteou o estudo é a de que o onde passa por um processo de gramaticalização, no qual há abstratização de seu sentido original de 'lugar em que'. Em seus empregos emergentes, observa-se a ocorrência de onde tanto sem o valor funcional de pronome relativo a espaço físico, como fazendo referência a categorias não locativas, ou sem referência anafórica, como operador argumentativo. Sugere-se, assim, que há neste processo dois aspectos da semântica atuando simultaneamente: a modificação semântica, com a expansão de valores, e a incorporação das propriedades de operador argumentativo. Como aporte teórico toma os estudos sobre Gramaticalização (Hopper e Traugott, 1993); da Semântica Cognitiva (Lakoff & Johnson, 1980) e da Semântica Argumentativa (Ducrot, 1989). Os novos valores de onde constituem a sua polissemia. O falante conceitualiza essas ocorrências do onde como se estivessem dentro de alguma coisa, num espaço virtual. O estudo conclui que a mudança semântica de onde parece caminhar no sentido de torná-lo, mais que um relativo "curinga", um marcador discursivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacqueline Borges Assis, UFU
PPGEL _ sociolinguística
Publicado
2016-08-26
Como Citar
ASSIS, J. B. Expansão semântica do onde: para onde está indo?. Domínios de Lingu@gem, v. 10, n. 3, p. 927-956, 26 ago. 2016.