Uma análise variacionista da harmonia vocálica do português brasileiro no dialeto de jovens de Porto Alegre

Palavras-chave: harmonia vocálica, vogais pretônicas, variação sociolinguística, elevação de vogal

Resumo

Este estudo investiga, no português brasileiro, a elevação variável das vogais médias em pauta pretônica seguidas de vogal alta em sílaba seguinte, referido como harmonia vocálica, como em av[e]nida~av[i]nida, p[o]lítica~p[u]lítica. Os dados foram analisados quantitativamente à luz dos pressupostos da Sociolinguística Variacionista, Labov (1965,1972). O tema já foi objeto de análise de diversos pesquisadores no Brasil, como Bisol (1981), Schwindt (1995) e Casagrande (2003). A amostra desta pesquisa faz parte do projeto Variação Linguística do Sul do País (VARSUL). Constitui-se de entrevistas de 19 informantes, jovens de 16 a 23 anos, da cidade de Porto Alegre, RS. Uma tentativa de generalizações de resultados foi feita com outros estudos. A análise estatística mostrou que a regra de harmonia vocálica é de uso relativamente baixo na comunidade estudada, e a elevação de /e/ é levemente mais frequente do que a de /o/. Quanto a possíveis generalizações, por meio do estudo comparativo, a análise permitiu duas: vogais contíguas na sílaba seguinte a vogal alvo e vogais átonas sem status definido, os quais favorecem a elevação de ambas as pretônicas. De acordo com os resultados, constata-se que a regra de harmonia mantém-se como variável estável, como verificado em amostras precedentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-08-26
Como Citar
FERNANDES, D. F. Uma análise variacionista da harmonia vocálica do português brasileiro no dialeto de jovens de Porto Alegre. Domínios de Lingu@gem, v. 10, n. 3, p. 771-795, 26 ago. 2016.