Por uma Metodologia Multimodal para a análise de games traduzidos/localizados

  • Bárbara Resende Coelho Universidade Federal de Uberlândia
  • Igor Antônio Lourenço da Silva Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Tradução e localização, Videogames, Metodologia, Multimídia

Resumo

Materiais multimidiáticos requerem metodologias de pesquisa que abranjam todos os seus recursos. Jogos eletrônicos são a epítome da multimídia, reunindo imagens, sons, vídeos, animações, gráficos e textos ao fator da interatividade. Uma metodologia de pesquisa para a tradução e localização de jogos eletrônicos deve ter o potencial de analisar todas essas características. Este estudo tem como objetivo desenvolver uma metodologia de pesquisa de games e suas traduções/localizações que vá além da coleta e análise de “print screens” e abranja a maior quantidade possível dos seus elementos. Utilizando a versão totalmente localizada do jogo Watchdogs como material de pesquisa, mostra-se como ferramentas e tecnologias possibilitam analisar mais do que apenas o conteúdo linguístico de materiais multimidiáticos. Aplicando o software ELAN Language Archive à análise de excertos dublados em português e legendados em inglês do jogo em tela, foi possível identificar padrões em elementos linguísticos e em elementos audiovisuais, bem como correlacioná-los.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bárbara Resende Coelho, Universidade Federal de Uberlândia
Graduanda do curso de Bacharelado em Tradução na Universidade Federal de Uberlândia.
Igor Antônio Lourenço da Silva, Universidade Federal de Uberlândia

Professor de Estudos da Tradução na Universidade Federal de Uberlândia.

Referências

CHANDLER, H. M.; DEMING, S. O. The game localization handbook. 2. ed. Sudburry: Jones & Bartlett Learning, 2012.

COLETTI, B. L.; MOTTA, L. A Localização de Games no Brasil: Um ponto de vista prático. In-traduções, Florianópolis, v. 5, n. esp. Games e Tradução, p. 1-12, out. 2013.

DÍAZ CINTAS, J. (Ed.). New trends in audiovisual translation. Michigan: Multilingual Matters, 2009.

GAMBIER, Y. Multimodality and Audiovisual Translation. In: MUTRA CONFERENCE, Copenhagen, 1-5 maio 2006. Proceedings… Copenhagen: MuTra, 2006. p. 1-8.

MANGIRON, C.; O’HAGAN, M. Game localisation: unleashing imagination with ‘restricted’ translation. The Journal of Specialised Translation, Dublin, v. 6, n. 1, p. 10-21, jul. 2005.

O’HAGAN, M.; MANGIRON, C. Game localization: translating for the global digital entertainment industry. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins Publishing Company, 2013. https://doi.org/10.1075/btl.106

PETTIT, Z. Connecting cultures: cultural transfer in subtitling and dubbing. In: DIAZ-CINTAS, J. (ed.). New trends in audiovisual translation. Clevedon: Multilingual Matters, 2009. p. 44-57.

SOUZA, R. V. F. Venuti e os Videogames: o conceito de domesticação/estrangeirização aplicado à localização de games. In-Traduções, Florianópolis, v. 5, n. esp.– Games e Tradução, p. 51-67, out 2013.

Publicado
2016-12-27
Como Citar
COELHO, B. R.; DA SILVA, I. A. L. Por uma Metodologia Multimodal para a análise de games traduzidos/localizados. Domínios de Lingu@gem, v. 11, n. 1, p. 6-17, 27 dez. 2016.