O uso de corpora comparáveis na pesquisa terminológica bilíngue

  • Marina Araújo Vieira UFU
  • Silvana Maria de Jesus UFU
Palavras-chave: Terminologia, Estudos da Tradução baseados em corpora, Corpora comparável e paralelo, Glossário bilíngue, Espiritismo

Resumo

Este trabalho insere-se na interface entre os Estudos Terminológicos e os Estudos da Tradução baseados em corpora, com foco no uso de corpora comparáveis. Sendo o Espiritismo uma religião bastante desenvolvida no Brasil, é grande o número de traduções produzidas a partir de obras espíritas brasileiras, sendo que essas traduções são exportadas para vários países do mundo. Nesse sentido, este trabalho objetivou analisar termos espíritas, sobretudo referentes à mediunidade, utilizados em obras espíritas brasileiras (Português Original, PO), e seus equivalentes em obras traduzidas para o inglês (English Translated, ET). Para validar o uso desses equivalentes, analisou-se, ainda, sua ocorrência em obras escritas originalmente em inglês (English Original, EO). Com esse intuito, a metodologia empregada foi a Linguística de Corpus, que permitiu o uso de corpora comparáveis e paralelos. A metodologia consistiu na (a) seleção dos termos específicos dessa área, (b) na elaboração de fichas terminológicas e na seleção de termos multivocabulares, a partir dos colocados, para (c) criação de uma amostra de glossário bilíngue. Os resultados apontaram para a existência, em inglês original, de opções que não foram contempladas pelos tradutores nas traduções para o inglês.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Araújo Vieira, UFU
Bacharel em Tradução, UFU, 2014. Tradutora e revisora profissional.
Silvana Maria de Jesus, UFU

Bacharel em Letras - Inglês, UFMG, 2001. Mestrado e Doutorado em Linguística Aplicada - Tradução, UFMG, 2004 e 2008. Pós-doutorado em Tradução/Linguística de corpus, Alemanha, UdS, 2009. Professora Adjunto do Curso de Tradução, ILEEL, UFU, 2010.

Publicado
2015-12-18
Como Citar
VIEIRA, M. A.; JESUS, S. M. DE. O uso de corpora comparáveis na pesquisa terminológica bilíngue. Domínios de Lingu@gem, v. 9, n. 2, p. 96-124, 18 dez. 2015.