Uma abordagem fonológica para as postônicas médias não-finais

  • Arthur Pereira Santana Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Neutralização, Vogais médias, Postônica não-final

Resumo

Este artigo analisa as vogais médias postônicas não-finais. Especificamente, a motivação fonológica para a emergência das formas altas e, em dialetos em que isso é possível, para a emergência de médias-baixas. Para tanto, realizou-se um experimento controlado com 40 indivíduos de duas localidades, São Paulo e São Luís, que resultou em um corpus balanceado de 4720 palavras. Após análise estatística, observou-se, principalmente, a correlação das formas assumidas na postônica não-final com a vogal átona final. Por meio da Geometria de traços (CLEMENTS, 1985) e assumindo a proposta de Wetzels (2011) de neutralização como um mecanismo de mudança no valor do traço, propõem-se duas regras fonológicas: (i) a primeira, para a emergência das vogais altas (ex.: prót[i]se, diál[u]go), um espraiamento do nó vocálico da átona final para a postônica não-final; (ii) e a segunda, para a emergência das médias-baixas câm[ɛ]ra; agríc[ɔ]la), um espraiamento de [+aberto3] da átona-final para a postônica não-final.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arthur Pereira Santana, Universidade de São Paulo
Mestre. Doutorando do Programa de Pós-graduação em Semiótica e Linguística Geral da Universidade de São Paulo

Referências

BISOL, L. Harmonia vocálica: uma regra variável. 1981. Tese (Doutorado em Linguística) – Faculdade de Letras. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

______. A neutralização das átonas. Revista Letras (Curitiba), Curitiba - Paraná, v. 61, p. 273-283, 2003.

CÂMARA JR., Joaquim Matoso. Estrutura da língua portuguesa. Petrópolis: Vozes, 1970.

BOERSMA, P., and Weenink, D. 2013. Praat: doing phonetics by computer Version MAC OS 10.7. Disponível em: http://www.praat.org/

CLEMENTS, N. Vowel height assimilation in Bantu languages. In: K. HUB-BARD (Ed.) BLS 17S: Proceedings of the Special Session on African Languages Structures: 25-64. Berkeley Linguistic Society, 1991. http://dx.doi.org/10.3765/bls.v17i2.1662

______; HUME, E. The internal organization of speech sounds. In: GOLDSMITH, J. The handbook of phonological theory. Oxford: Blackwell, 1995, p. 245-306

CRISTÓFARO-SILVA, T.; ALMEIDA, L. S.; OLIVEIRA-GUIMARAES, D. M. L.; MARTINS, R. M. F. Corpus do e-Labore (Laboratório Eletrônico de Oralidade e Escrita). Disponibilizado online em: www.projetoaspa.org/elabore. Belo Horizonte: Faculdade de Letras.Universidade Federal de Minas Gerais. 2009

ESCUDEIRO, P; BOERSMA, P. A cross-dialect acoustic description of vowels: Brazilian and European Portuguese. Journal of the Acoustics Society of America. v. 126, p. 1379-1393, 2009. http://dx.doi.org/10.1121/1.3180321

RAMOS, A. P. Descrição das vogais postônicas não-finais na variedade do noroeste paulista. São José do Rio Preto, 2009. 175 f. Dissertação (Mestrado em Linguística), Programa de pós-graduação em Estudos Linguísticos, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.

RIBEIRO, D. F. S. Alçamento das vogais postônicas não-finais no português de Belo Horizonte: uma abordagem difusionista. 2007. 275 f. Dissertação de mestrado – Universidade de Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

SANTOS, A. P. Vogais médias postônicas não-finais no falar do Estado do Rio de Janeiro. 162f. Rio de Janeiro, 2010. Dissertação (Mestrado em Linguística). Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

SANTANA, A. Análise das Postônicas não-finais em São Paulo e São Luís. 152f. São Paulo, 2015. Dissertação (Mestrado em Linguística). Programa de Pós-graduação em Semiótica e Linguística Geral, Universidade de São Paulo.

SILVA, A P. da. Vogais postônicas não-finais: do sistema ao uso. 216f. João Pessoa, 2010. Tese (Doutorado em Linguística) Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal da Paraíba.

VIEIRA, M. J. B. As Vogais Médias Postônicas: uma análise variacionista. In: BISOL, L.; BRESCANCINI, C. (orgs) Fonologia e Variação: Recortes do Português Brasileiro. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002, p. 127-159.

WETZELS, W. L.. Harmonização vocálica, truncamento, abaixamento e neutrali- zação no sistema verbal do português: uma análise auto-segmental. In.: Cadernos de Estudos Linguísticos. Campinas: UNICAMP, 1991, 25-58.

______. Mid-vowel neutralization in Brazilian Portuguese. CEL 23, p. 19-55, 1992.

______. Mid Vowel Alternations in the Brazilian Portuguese Verb, in: Phonology 12. pp.281-304, 1995. http://dx.doi.org/10.1017/S0952675700002505

______. The representation of Vowel height neutralization in Brazilian Portuguese (Southern Dialects). In: GOLDSMITH, J.; HUME, E.; WETZELS, L. (eds.), Tones and Features. Berlin. Walter De Gruyter, 2011, p. 331 – 359. http://dx.doi.org/10.1515/9783110246223.331

Publicado
2016-06-27
Como Citar
SANTANA, A. P. Uma abordagem fonológica para as postônicas médias não-finais. Domínios de Lingu@gem, v. 10, n. 2, p. 494-518, 27 jun. 2016.