Reflexões sobre corpora de pesquisa discursiva e produção oral em aprendizagem de língua inglesa como LE na modalidade a distância

  • Simone Tiemi Hashiguti Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Língua Inglesa, EAD, Arquivo, Memória, Análise de discurso

Resumo

Este trabalho apresenta questionamentos e considerações teórico-metodológicas, em uma perspectiva discursiva, sobre processos de aprendizagem de língua inglesa como língua estrangeira na modalidade a distância e a partir de uma pesquisa em andamento. O objetivo é expor: (a) uma discussão do conceito de arquivo, expandindo os sentidos já existentes para o termo na teoria, e enfocando o caso dos dados que se referem à produção oral em língua inglesa, e (b) relatar como a pesquisa tem lidado, até o momento, com os dados coletados, de maneira geral, e que constituem um corpus híbrido.  Em relação a (a), defende-se que a língua inglesa pode ser, ela mesma, considerada um arquivo que, no caso do curso analisado, é arquivo de si, em formato digital, um registro particular que pode ter efeitos particulares no processo de aprendizagem. Em relação a (b), expõe-se como os conceitos de regularidades enunciativas e funcionamento de paráfrase tem norteado a análise e possibilitado o que se propõe ser um mapeamento, unidade geral que mostre um funcionamento discursivo em acontecimento. O estudo pode contribuir tanto para a área da linguística aplicada ao ensino de línguas estrangeiras quanto para a teoria de análise de discurso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Tiemi Hashiguti, Universidade Federal de Uberlândia
Profa. Adjunta no Instituto de Letras e Linguística da Universidade Federal de Uberlândia.
Publicado
2015-08-28
Como Citar
HASHIGUTI, S. T. Reflexões sobre corpora de pesquisa discursiva e produção oral em aprendizagem de língua inglesa como LE na modalidade a distância. Domínios de Lingu@gem, v. 9, n. 5, p. 410-423, 28 ago. 2015.
Seção
Artigos