A referência semântica dos pronomes pessoais nós/a gente no falar de Concórdia (Santa Catarina)

  • Lucelene Teresinha Franceschini Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
Palavras-chave: Sociolinguística, Pronomes Pessoais, Referência Semântica.

Resumo

Neste artigo analisamos a referência semântica do sujeito no uso dos pronomes pessoais nós/a gente no falar de Concórdia - Santa Catarina. Nosso objetivo é analisar o uso desses pronomes com referência semântica determinada e indeterminada, bem como os grupos de fatores linguísticos e sociais que possam, eventualmente, estar condicionando esses usos. Este estudo está apoiado, especialmente, nos pressupostos teóricos da Sociolinguística Variacionista. A amostra foi constituída por 24 entrevistas, coletadas entre os anos de 2007 e 2010 e distribuídas por duas faixas etárias (26 a 45 anos; 50 anos ou mais); sexo (masculino; feminino) e três níveis de escolaridade (fundamental I; fundamental II; ensino médio). Para a análise estatística dos dados coletados foi utilizado o pacote de programas VARBRUL (PINTZUK, 1988). Os resultados gerais indicam que no falar de Concórdia o pronome inovador a gente, além de predominar largamente com referente indeterminado, contexto que provavelmente propiciou sua entrada no sistema pronominal, já apresenta um uso próximo àquele do pronome nós em contexto de determinação. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucelene Teresinha Franceschini, Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
Pós-doutoranda em Linguística - Universidade Estadual do Centro Oeste - Bolsista PNPD/CAPES
Publicado
2015-08-28
Como Citar
FRANCESCHINI, L. T. A referência semântica dos pronomes pessoais nós/a gente no falar de Concórdia (Santa Catarina). Domínios de Lingu@gem, v. 9, n. 5, p. 216-230, 28 ago. 2015.
Seção
Artigos