A influência da ferramenta digital "Google Tradutor" no processo de aprendizagem de língua inglesa

  • Thaís Bernardes Costa Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM
Palavras-chave: Língua Inglesa, Google Tradutor, aprendizagem, affordances, autonomia.

Resumo

Prensky (2001) afirma que a nova geração está habituada ao uso de tecnologias e a receber e assimilar informações rapidamente; são nomeados "nativos digitais". A aprendizagem de língua inglesa nesse contexto digital tem se justificado, principalmente, pelo seu status de língua global e por ser um instrumento de comunicação entre diferentes culturas. Dessa maneira, propomos analisar o processo de aprendizagem de língua inglesa através da ferramenta online "Google Tradutor" por um nativo digital de uma escola municipal de Uberaba (MG). Para tal propósito, recorremos ao termo affordance (GIBSON, 1981), conceito utilizado na área de Linguística Aplicada, que diz respeito às diferentes formas como o indivíduo utiliza e percebe um ambiente. Sendo assim, acreditamos que os ambientes online são propícios para a efetivação de diferentes affordances. Além disso, Benson (1997) afirma que ambientes extraclasse (defendemos que isso inclui a internet) contribuem para a autonomia na aprendizagem. Através de questionários e de uma entrevista com um aprendiz de língua inglesa contendo relatos de experiências com o uso dessa ferramenta, concluímos que ele percebe e efetiva diferentes affordances por meio do "Google Tradutor". Ainda, percebemos que esse aprendiz, foco do estudo, não constitui-se um sujeito autônomo na sua aprendizagem de língua inglesa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaís Bernardes Costa, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM
Trata-se de uma pesquisa na área de Linguística Aplicada voltada ao processo de aprendizagem de língua inglesa a partir de tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC), especificamente nesse artigo, o "Google Tradutor". Portanto, formam como base teórica desse estudo, autores Prensky (2001), Van Lier (2004) e Paiva (2009, 2010). Além disso, abordamos a questão da autonomia na aprendizagem de língua inglesa conforme as obras de Benson (1997), Dickinson (1987), Little (1991) e Littlewood (1996).
Publicado
2012-12-21
Como Citar
COSTA, T. B. A influência da ferramenta digital "Google Tradutor" no processo de aprendizagem de língua inglesa. Domínios de Lingu@gem, v. 6, n. 2, p. 72-93, 21 dez. 2012.