As origens dos nomes de pessoas

  • Patrícia de Jesus Carvalhinhos FFLCH/USP
Palavras-chave: Onomástica, Antroponímia, Nome próprio, Lexicologia

Resumo

Usar a língua e sua significação simbólica para apropriar-se do mundo tem sido uma constante desde os primórdios humanos. Analisar as origens dos nomes próprios não é diletantismo, mas sim uma forma séria de resgatar fatos sociais, culturais e religiosos, entre outros; fatos aparentemente perdidos, mas devidamente registrados nos fragmentos de significação intactos nos nomes. Este artigo se propõe a mostrar como isto é possível e quais as principais vertentes teóricas; a Onomástica, seja em sua vertente toponímica ou antroponímica, se vale da língua para detectar fatos e motivos superpostos durante os séculos, proporcionando um resgate de memória coletiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia de Jesus Carvalhinhos, FFLCH/USP
Professora Doutora do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, ministra aulas de Toponímia Geral de do Brasil (Área de Línguas Indígenas do Brasil, subárea Toponímia) na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP desde agosto de 2005.
Publicado
2011-01-21
Como Citar
CARVALHINHOS, P. DE J. As origens dos nomes de pessoas. Domínios de Lingu@gem, v. 1, n. 1, 21 jan. 2011.