As elites contra a democracia: a concepção minimalista no campo hegemônico da teoria democrática

  • Pedro Henrique Alcantara Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: Democracia, Elites, Sociedade

Resumo

Neste artigo apresentamos de maneira resumida algumas das principais questões levantadas pela abordagem hegemônica da teoria democrática, tributária da virada webero-schumpeteriana e formuladora de uma concepção minimalista que operou verdadeira domesticação do ideal democrático ao buscar harmonizar a relação improvável entre a democracia e as elites. Para isso, como tentaremos evidenciar, legitima as desigualdades no acesso aos recursos de poder, opera verdadeiro rebaixamento da participação política e confere à apatia política centralidade na manutenção da estabilidade institucional. Para a melhor compreensão dessa perspectiva trataremos duas de suas principais correntes: o elitismo competitivo e o "pluralismo". Buscaremos evidenciar o caráter de continuidade entre essas duas versões do campo hegemônico. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Henrique Alcantara, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Graduado em Ciências Sociais pela UFPE

Mestre em Ciência Política pela UFPE

Doutorando em Ciências Sociais pela UFRN

Subareas: teoria política; teoria da democracia 

Publicado
2018-08-05