Mariátegui e a Revolução Russa: marxismo criativo e militante

  • Leonardo Octavio Belinelli de Brito Universidade de São Paulo
  • Rodrigo Santaella Gonçalves Universidade de São Paulo Instituto Federal do Ceará.
Palavras-chave: Mariátegui, Revolução Russa, Cultura, Nacionalização do Marxismo

Resumo

O artigo analisa a interpretação do marxista peruano José Carlos Mariátegui sobre os aspectos históricos, políticos e culturais da Revolução Russa. Além de expor os principais traços de sua perspectiva, o artigo sustenta que na forma como Mariátegui interpretou a síntese entre nacional e universal produzida pela Revolução encontram-se elementos que prenunciam as principais características do seu marxismo criativo, concretizado principalmente no seu clássico 7 ensaios de interpretações da realidade peruana e nas formulações políticas do Partido Socialista Peruano, partido do qual colaborou na fundação. Assim, a Revolução teria tido um impacto decisivo no pensamento "herético" de Mariátegui, e por sua vez sua análise sobre ela já demonstra as principais marcas de seu marxismo criativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Octavio Belinelli de Brito, Universidade de São Paulo
Cientista político, doutorando em Ciência Política na Universidade de São Paulo.
Rodrigo Santaella Gonçalves, Universidade de São Paulo Instituto Federal do Ceará.
Professor de Sociologia do Instituto Federal do Ceará e doutorando em Ciência Política pela Universidade de Sâo Paulo.
Publicado
2018-08-05