Mariátegui e a Revolução Russa: marxismo criativo e militante

  • Leonardo Octavio Belinelli de Brito Universidade de São Paulo
  • Rodrigo Santaella Gonçalves Universidade de São Paulo Instituto Federal do Ceará.
Palavras-chave: Mariátegui, Revolução Russa, Cultura, Nacionalização do Marxismo

Resumo

O artigo analisa a interpretação do marxista peruano José Carlos Mariátegui sobre os aspectos históricos, políticos e culturais da Revolução Russa. Além de expor os principais traços de sua perspectiva, o artigo sustenta que na forma como Mariátegui interpretou a síntese entre nacional e universal produzida pela Revolução encontram-se elementos que prenunciam as principais características do seu marxismo criativo, concretizado principalmente no seu clássico 7 ensaios de interpretações da realidade peruana e nas formulações políticas do Partido Socialista Peruano, partido do qual colaborou na fundação. Assim, a Revolução teria tido um impacto decisivo no pensamento "herético" de Mariátegui, e por sua vez sua análise sobre ela já demonstra as principais marcas de seu marxismo criativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Octavio Belinelli de Brito, Universidade de São Paulo
Cientista político, doutorando em Ciência Política na Universidade de São Paulo.
Rodrigo Santaella Gonçalves, Universidade de São Paulo Instituto Federal do Ceará.
Professor de Sociologia do Instituto Federal do Ceará e doutorando em Ciência Política pela Universidade de Sâo Paulo.

Referências

ALCIBÍADES, Mirla. Presentación. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Literatura y estética. Caracas, Fundación Biblioteca Ayacucho, 2006

ARICÓ, José. Introducción. In ARICO, José (org). Mariátegui y Los Origenes del Marxismo Latino-Americano. México D.F., Pasado y Presente, 1978.

ARICÓ, José. O marxismo latino-americano nos anos da Terceira Internacional. In HOBSBAWN, Eric (org). História do marxismo –volume VIII.2ª d. Rio de Janeiro, Paz e Terram 1989.

BRECHT, Bertolt. Formalismo e Realismo. In: n: BARRENTO, João (org). Realismo, Materialismo, Utopia (uma polêmica. 1935-1940). Lisboa, Moraes Editores, 1978

EAGLETON, Terry. Marxismo e crítica literária. São Paulo, Editora Unesp, 2011.

KAYSEL, André. Dois encontros entre o marxismo e a América Latina. São Paulo, Hucitec, 2012KONDER, Leandro. A derrotada dialética.São Paulo, Expressão Popular, 2009.

LÖWY, Michael. Introdução –Nem decalque, nem cópia: o marxismo romântico de José Carlos Mariátegui. In: MARIÁTEGUI, José Carlos (2011). Por um socialismo indo-americano (org. Michael Löwy). Rio de Janeiro, Editora UFRJ, 2011.

LOWY, Michael. Introdução –Pontos de referência para uma história do marxismo na América Latina. In: LOWY, Michael (org). O marxismo na América Latina –uma antologia de 1909 aos dias atuais. São Paulo, Editora Fundação Perseu Abramo, 2012.

LUKÁCS, György. La letteratura sovietica. Roma, Editora Riuniti, 1955.LUKÁCS, Georg. Studies in european realism. New York, The Universal Library, 1964.

LUKÁCS, Georg. Ensaios sobre literatura. Rio de Janeiro. Editora Civilização Brasileira, 1965.LUKÁCS, Georg. Trata-se do realismo! In: JORDÃO, Carlos Eduardo. Um capítulo da história da modernidade estética: debate sobre o Expressionismo.São Paulo, Unesp, 2016

MACHADO, Carlos Eduardo. Um capítulo da história da modernidade estética: debate sobre o Expressionismo. São Paulo, Unesp, 2016.

MARIÁTEGUI, José Carlos. Programa del Partido Socialista Peruano, 1929. Disponível em <https://www.marxists.org/espanol/mariateg/1928/oct/07a.htm> Acesso em 29/03/2017.

MARIÁTEGUI, José Carlos. Acta de constitutición del Partido Socialista Peruano, 1929. Disponível em <https://www.marxists.org/espanol/mariateg/1928/oct/07.htm> Acesso em 29/03/2017.

MARIÁTEGUI, José Carlos. O crepúsculo da civilização. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012a.

MARIÁTEGUI, José Carlos. A Revolução Russa. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012b.

MARIÁTEGUI, José Carlos. Lunatcharsky. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012c

MARIÁTEGUI, José Carlos. Máximo Gorki e a Rússia. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012d

MARIÁTEGUI, José Carlos. A nova literatura russa. MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012e.

MARIÁTEGUI, José Carlos. Máximo Gorki, a Rússia e Cristóbal de Castro. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012f.

MARIÁTEGUI, José Carlos. O centenário de Tolstoi. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012g.

MARIÁTEGUI, José Carlos. A Rússia de Dostoiévski: a propósito do livro de Stephan Zweig. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012h.

MARIÁTEGUI, José Carlos. O Diário de Kostia Riabtzev. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura –organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012i.

MARIÁTEGUI, José Carlos. O realismo na literatura russa. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012j.

MARIÁTEGUI, José Carlos. “Caminhantes”, por Lidia Seifulina. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura –organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012k.

MARIÁTEGUI, José Carlos. Mobilização Antissoviética. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura –organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012l.

MARIÁTEGUI, José Carlos. Sergei Essenin. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012m.

MARIÁTEGUI, José Carlos. Leon Trotsky. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012n.MARIÁTEGUI, José Carlos. O Exílio de Trotsky. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012o.MARIÁTEGUI, José Carlos. “Os Artamonov”. Romance de Máximo Gorki. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa: história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012p.MARIÁTEGUI, José Carlos. 7 ensayos de interpretación de la realidad peruana. Caracas, Biblioteca Ayacucho, 2007.PARSON, Guillermo. Trotsky y Mariátegui. Razón y Revolución(Buenos Aires), n.5, 1999.

PERICÁS, Luiz Bernardo. José Carlos Mariátegui e a Rússia. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. Revolução Russa:história, política e literatura–organização, tradução e prefácio de Luiz Bernardo Pericás. São Paulo, Expressão Popular, 2012.

PORTANTIERO, Juan Carlos. O nacional-popular: Gramsci em chave latino-americana.In: COUTINHO, Carlos Nelson; NOGUEIRA, Marco Aurélio (orgs). Gramsci e a América Latina. São Paulo: Paz e Terra, 1993.

QUIJANO, Aníbal. Prólogo –José Carlos Mariátegui: Reencuentro y debate. In: MARIÁTEGUI, José Carlos. 7 ensayos de interpretación de larealidad peruana. Caracas, Biblioteca Ayacucho, 2007.

RICUPERO, Bernardo. Caio Prado Júnior e a nacionalização do marxismo no Brasil. São Paulo, Editora 34. 2000.

SANTAELLA GONÇALVES, Rodrigo e BRITO, Leonardo. Notas teóricas sobre a “nacionalização” domarxismo: os casos do Seminário d'O Capital e o do grupo Comuna. Outubro(São Paulo), v.28, 2017.

TAPIA, Luis. La producción del conocimiento local.La Paz: Muela del Diablo, 2002.

TROTSKY, Leon. O que é a revolução permanente (teses), 1930.

Publicado
2018-08-05