IMPACTO NOS CUSTOS DE COMPOSIÇÕES DE PAREDES ESTRUTURAIS PARA ADEQUAÇÃO AOS CRITÉRIOS DE DESEMPENHOS TÉRMICO E ACÚSTICO DA NORMA NBR 15.575:2013

  • Liége Garlet UFSM
  • Roberta Mulazzani Doleys Soares UFSM
  • Raiana Spat Ruviaro UFSM
  • Jenifer Godoy UFSM
  • Joaquim Cesar Pizzutti dos Santos UFSM

Resumo

A norma de Desempenho de Edificações (ABNT NBR 15575:2013), concebida como referência para a especificação de desempenho e avaliação das construções, introduziu conceitos normalmente não valorizados na maioria dos projetos, como o conforto térmico e acústico e a segurança contra incêndios, preocupando os envolvidos quanto ao impacto do custo potencial trazido. Esta pesquisa levantou os componentes construtivos de paredes estruturais, que atingem o desempenho nos parâmetros térmico e acústico e a sua relação de aplicabilidade aliada ao custo benefício, para edificações de baixo a médio padrões, localizadas na Zona Bioclimática Brasileira 2, com referência aos valores de mercado da cidade de Santa Maria, RS e as tipologias mais utilizados na região. O trabalho abordou a caracterização dos elementos levantados, sua avaliação conforme o método simplificado e o método de precisão realizado de acordo com a norma ABNT NBR 15575:2013 e a relação custo benefício dos materiais. Na composição de paredes estudadas constatou-se que apenas os blocos cerâmicos de 14x19x29 cm e 19x19x29 cm, ambos com argamassas externa e interna de 3,0 cm, atenderam ao desempenho térmico e a maior parte dos ensaios de acústica. A opção mais econômica foi a parede composta por bloco cerâmico 14x19x29 cm com argamassa externa de 2,5 cm e interna de 1,0 cm, porém, não atende aos desempenhos avaliados por este trabalho, verificando que o problema se encontra na proporção do revestimento utilizado. Assim, considerando os desempenhos térmico, acústico e custos, a parede mais vantajosa foi a de bloco cerâmico de 14x19x29 cm com argamassa de 3,0 cm em ambos os lados, pois atende ambos os desempenhos e possui custo abaixo do valor médio das demais composições de paredes pesquisadas. Palavras-chave: desempenho térmico, desempenho acústico, paredes estruturais, custos. IMPACT ON THE COMPOSITION COSTS OF STRUCTURAL WALLS FOR ADEQUACY TO THE THERMAL AND ACOUSTIC PERFORMANCE CRITERIA OF CODE ABNT NBR 15575:2013 ABSTRACT The Building Performance Standard (ABNT NBR 15575:2013), reference for the performance specification and construction evaluation, introduced concepts, usually not valued in most projects, such as thermal acoustic and comfort and the fire safety, concerned about the impact of the potential cost brought. This research raised the constructive components of structural walls, which reach the performance in the thermal and acoustic parameters and their relation of applicability together with the cost benefit, for buildings of low to medium standard, located in the Brazilian Bioclimatic Zone 2, with reference to the market values of the city Santa Maria, RS and the typologies most used in the region. The work dealt with the characterization of the collected elements, their evaluation according to the procedures of Code NBR 15575:2013 by simplified method and precision method performed in the laboratory and the cost-benefit ratio. In the wall composition studied, it was verified that only the ceramic blocks of 14x19x29 cm and 19x19x29 cm, both with external and internal mortar of 3.0 cm, met the thermal performance and most of the acoustic tests. The most economical option is the wall composed by a ceramic block 14x19x29 cm with external mortar of 2.5 cm and internal mortar of 1.0 cm, but does not meet the performances evaluated by this work, verifying that the problem is in the proportion of the coating used. Thus, considering thermal, acoustic and cost performance, the most advantageous wall is that of a ceramic block of 14x19x29 cm with mortar of 3.0 cm on both sides, as it meets both performances and has an average cost in relation to the other wall compositions. Keywords: Thermal performance, acoustic performance, structural walls, costs.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liége Garlet, UFSM
Arquiteta e Urbanista, Mestra em Engenharia Civil pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e preservação Ambiental da UFSM. Professora na Universidade Regional do Alto Uruguai e das Missões - Campus Santo
Roberta Mulazzani Doleys Soares, UFSM
Arquiteta e Urbanista. Mestra. Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Eng. Civil e preservação Ambiental da UFSM. Professora na Universidade Regional do Alto Uruguai e das Missões - Campus Santo
Raiana Spat Ruviaro, UFSM
Arquiteta e Urbanista. Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Eng. Civil e preservação Ambiental da UFSM
Jenifer Godoy, UFSM
Arquiteta e Urbanista. Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Eng. Civil e preservação Ambiental da UFSM
Joaquim Cesar Pizzutti dos Santos, UFSM
Engenheiro Civil, Doutor. Professor do Departamento de Construção Civil da UFSM.
Publicado
2018-08-02
Seção
Engenharia Civil