PERCEPÇÃO DOS GESTORES ESCOLARES SOBRE A UTILIZAÇÃO DA CAMINHADA PARA ACESSO À ESCOLA

  • Viviane Leão da Silva Onishi Universidade Federal de São Carlos
  • Suely da Penha Sanches Universidade Federal de São Carlos

Resumo

O número de crianças que caminha para a escola tem diminuído a cada ano no Brasil. Políticas e programas desenvolvidos nas escolas podem desempenhar papel importante na reversão desta tendência, incentivando o transporte ativo. O objetivo deste artigo é descrever pesquisa realizada com gestores escolares para identificar qual a percepção dos gestores com relação à caminhada de crianças para a escola. O foco da pesquisa foram escolas de ensino fundamental, localizadas em uma cidade brasileira de porte médio. Observa-se que os gestores têm percepção positiva sobre a importância da atividade física (mais de 90%). Os resultados confirmam que não há consenso sobre a melhor idade e as habilidades das crianças para tomar decisões seguras sozinhas. Cerca da metade (49%) dos gestores tem opinião positiva sobre a qualidade do ambiente no entorno das escolas. Pouco mais da metade dos gestores (56%) são indiferentes com relação às viagens de ônibus, e apenas cerca de um terço deles (31%) são favoráveis ao uso. Verificou-se que mais da metade dos gestores (68%) são favoráveis à caminhada e que quase um terço deles (31%) é indiferente. A grande maioria dos gestores (86%) é preocupada com o impacto do tráfego no meio ambiente. Palavras-chave: Transporte não motorizado, modos ativos de transporte, transporte escolar. ABSTRACT The number of children who walk to school has been decreasing every year. Policies and programs developed in schools can play an important role in reversing this trend by encouraging active transport. The purpose of this article is to describe research conducted with school administrators to identify the perception of managers regarding the children walk to school. The focus of the research was on primary schools, located in a Brazilian medium-sized city. It is observed that managers have a positive perception of the importance of physical activity (over 90%). The results confirm that there is no consensus about the best age and children skills to make safe decisions. About half (49%) of managers has a positive opinion about the quality of the environment around the schools. Just over half of managers (56%) are indifferent with respect to bus travel, and only about a third of them (31%) favor the use. It was found that more than half of managers (68%) are in favor of walking and that nearly a third of them (31%) are indifferent. The vast majority of managers (86%) is concerned about the impact of traffic on the environment. Keywords: non-motorized transport, active modes of transport, school transport.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Viviane Leão da Silva Onishi, Universidade Federal de São Carlos
Mestre em Engenharia Urbana, Programa de Pós-graduação em Engenharia Urbana
Suely da Penha Sanches, Universidade Federal de São Carlos
Professora Titular do Departamento de Engenharia Civil, Programa de Pós-graduação em Engenharia Urbana
Publicado
2016-08-15
Seção
Engenharia Civil