USO DE PASSIVOS AMBIENTAIS PARA A PAVIMENTAÇÃO DE VIAS URBANAS EM MANAUS, AM

  • Lídici Pomin de Simas Universidade Federal do Amazonas Av. Gal. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000, Coroado, Manaus
  • Patrícia de Magalhães Aragão Valença Universidade Federal do Amazonas Av. Gal. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000, Coroado, Manaus
  • Marcos Raiker Printes Ferreira Universidade Federal do Amazonas Av. Gal. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000, Coroado, Manaus
  • Consuelo Alves da Frota Universidade Federal do Amazonas Av. Gal. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000, Coroado, Manaus

Resumo

Devido ao alto custo da pedra britada em Manaus, as obras de pavimentação são executadas, em geral, com misturas asfálticas do tipo areia asfalto e com material argiloso na camada de base, o que tem resultado no aparecimento de diferentes patologias nas vias urbanas da cidade. Este estudo aponta alternativas para a pavimentação manauara por meio da utilização de resíduos industriais. Utilizou-se um revestimento com areia de Resíduo de Construção e Demolição (RCD) e Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP), modificado pelo polímero estireno e butadieno (SBS). Particularmente, comparou-se o comportamento mecânico das misturas frente ao compósito usual (areia residual e CAP 50/70 puro), por meio dos ensaios de Resistência à Tração (RT) e Módulo de Resiliência (MR). Adicionalmente, para contribuir com a solução de problemas relacionados às subcamadas, acrescentou-se, ao solo argiloso, a cal de carbureto (subproduto da fabricação do gás acetileno) e analisou-se seu desempenho pela Resistência à Compressão Simples (RCS). Os resultados mostraram que, para a mistura asfáltica, a inclusão do polímero SBS aumentou a RT, enquanto a areia de RCD proporcionou valores mais elevados, tanto de RT quanto de MR. Em complemento, a adição da cal de carbureto ao solo reduziu o índice de Plasticidade e aumentou a RCS. Palavras-chave: Passivo ambiental, RCD, cal de carbureto, polímero SBS, estabilização química. USE OF ENVIRONMENTAL WAST FOR PAVING URBAN ROADS IN MANAUS, AM ABSTRACT Due to the high cost of crushed stone in Manaus, the construction of pavements is executed usually with asphalt sand mixtures and clay material in the base course, which has resulted in the appearance of different pathologies in the urban streets of the city. This study aims to identify alternatives for the pavements of the Manaus city by the use of industrial waste. A binder course with sand from construction residue (WCD) and asphalt cement (AC) modified by styrene and butadiene polymers (SBS) was used. Particularly, it was compared the mechanical behavior of the mixtures with the usual composite (residual sand and pure AC 50/70), through the Tensile Strength (TS) and the Resilience Module (RM). Additionally, in order to contribute to the solution of problems related to the sub layers, carbide lime (by-product from the manufacture of acetylene gas) was added to the clay soil and its performance was analyzed by Unconfined Compression Test (UCT). The results have shown that for the asphalt mixture, the inclusion of SBS polymer increases the TS, while WCD sand gave higher values both for TS and RM. Furthermore, the addition of carbide lime to soil decreases the plasticity index and enhances the UCT. Keywords: Industrial waste, WCD, carbide, SBS polymer, chemical stabilization.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lídici Pomin de Simas, Universidade Federal do Amazonas Av. Gal. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000, Coroado, Manaus
Aluna de graduação na Universidade Federal do Amazonas
Patrícia de Magalhães Aragão Valença, Universidade Federal do Amazonas Av. Gal. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000, Coroado, Manaus
Aluna de mestrado no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Recursos da Amazônia (PPG-ENGRAM) da Universidade Federal do Amazonas
Marcos Raiker Printes Ferreira, Universidade Federal do Amazonas Av. Gal. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000, Coroado, Manaus
Aluno de mestrado no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Recursos da Amazônia (PPG-ENGRAM) da Universidade Federal do Amazonas
Consuelo Alves da Frota, Universidade Federal do Amazonas Av. Gal. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000, Coroado, Manaus
Professora Associada na Faculdade de Tecnologia, Universidade Federal do Amazonas
Publicado
2013-11-14
Seção
Engenharia Civil