AUTOMAÇÃO DA DOSAGEM DE COAGULANTE PARA SISTEMAS DE FLOTAÇÃO UTILIZADOS COMO UNIDADES DE PÓS-TRATAMENTO DE EFLUENTES DE REATORES ANAERÓBIOS

  • André Luiz Oliveira FECIV - UFU
  • Marco Antônio Penalva Reali EESC - USP

Resumo

Este trabalho teve como foco principal o estabelecimento de parâmetros adequados para dosagem automatizada de cloreto férrico em função da turbidez efluente de um Reator Anaeróbio de Leito Expansível (RALEx) pós-tratado em sistema de flotação por ar dissolvido, para situações específicas. Inicialmente foram conduzidos experimentos em escala de bancada para obtenção da relação mais adequada entre os parâmetros turbidez e dosagem de cloreto férrico. Os dados obtidos resultaram em uma equação não linear, no entanto foi feito um ajuste linear de forma a possibilitar a inserção da curva na bomba dosadora que somente admitia a inserção de dados dessa forma. Posteriormente, a equação obtida foi utilizada para automatizar o fornecimento de coagulante ao sistema piloto de flotação por ar dissolvido (FAD) por meio do envio de sinais de um turbidímetro de escoamento contínuo à bomba dosadora. Ao final dos experimentos foi possível verificar o bom controle operacional do sistema RALEx/FAD fornecido pela dosagem automática de coagulante em função da turbidez do efluente do reator anaeróbio resultando na boa qualidade do efluente final que apresentou valores médios de turbidez igual a 25 uT, SST igual a 22 mg/L, DQOB igual a59 mg/L e P-PO43- igual a 0,8 mg/L. Palavras-chave: automação, escoamento contínuo, flotação por ar dissolvido, reator anaeróbio de leito expansível. AUTOMATION OF THE COAGULANT DOSAGE FOR FLOTATION SYSTEMS USED FOR THE POST-TREATMENT OF THE EFFLUENT OF ANAEROBIC REACTORS ABSTRACT This work was focused primarily on the establishment of appropriate parameters for automated dosing of ferric chloride as a function of the turbidity of the effluent from an Expandable Bed Anaerobic Reactor (RALEx) that was post-treated in a dissolved air flotation system. Initially, experiments were conducted on a small scale for obtaining the relation between the parameters most suitable dosage of turbidity and ferric chloride. The data resulted in a nonlinear equation, however a linear fit was done in order to allow the insertion of the curve in the dosing pump that requires data in this format. Later the equation obtained was used to automate the coagulant dosage sent to the dissolved air flotation pilot unit (DAF), by means of the signals obtained from a continuous flow turbidimeter that was installed at the inlet of the flotation system. At the end of the experiments it was possible to check the good operational control of the RALEx/DAF system provided by this automatic coagulant control system based on the turbidity of the anaerobic reactor effluent, thus resulting in a good quality final DAF effluent which showed average values of turbidity equal to 25 NTU, SST equal to 22 mg/L, DQOB equal a 59 mg/L and P-PO43- equal a 0.8 mg/L. Keywords: automation, continuous flow, dissolved air flotation, anaerobic reactor bed expandable.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luiz Oliveira, FECIV - UFU
Professor Doutor da Faculdade de Engenharia Civil - Universidade Federal de Uberlândia
Marco Antônio Penalva Reali, EESC - USP
Professor Doutor da Escola de Engenharia de São Carlos - Universidade de São Paulo - Departamento de Hidráulica e Saneamento
Publicado
2013-01-09
Seção
Engenharia Civil